Home > Notícias

Cresce confiança em mobile wallets, diz estudo

Guilherme Borini

22/02/2017 às 11h31

Foto:

Pessoas de todo o mundo estão mais preocupadas com a segurança de suas informações financeiras e de pagamento presentes em computadores, do que com os dados guardados em uma mobile wallet, conceito de carteira eletrônica. A conclusão é da Pesquisa Global de Consumidores: Confiança do Consumidor e Percepção de Segurança, realizada pelas empresas ACI Worldwide e Aite Group, que entrevistaram mais de 6 mil consumidores de 20 países, entre eles o Brasil.

O estudo revelou que apenas 43% das pessoas confiam na capacidade das empresas de proteger essas informações. Além disso, mais de 80% das pessoas em todo o mundo acreditam que seus dados estão seguros nas mobile wallets, o que mostra uma forte tendência no avanço da utilização deste tipo de tecnologia.

Por todas as regiões, a preocupação número um com segurança é o roubo por hackers. No Brasil, isso é uma preocupação de 32% dos entrevistados, seguido por preenchimento de formulários com número de cartão de crédito ou número da conta (20%) e compras online (14%).

Depois de vivenciar fraude ou violação de dados, 65% dos consumidores indicam que parariam de comprar com o comerciante com quem tiveram problemas. Em nosso país, esse número chega a 86%;

Cleber Martins, diretor global de Solução de Pagamentos de Risco da ACI Worldwide, destaca que, no Brasil, 34% das pessoas confiam na segurança da mobile wallet, mais que os 21% alcançados em 2014. "Esse dado reforça que os consumidores tendem a adotar e confiar cada vez mais nas plataformas digitais. Ao mesmo tempo, traz um desafio para os negócios, pois as fraudes também vão migrar para o online. Bancos, lojas e outras instituições financeiras devem ficar alertas e investir em segurança e na educação do cliente, para que nós possamos trabalhar juntos na prevenção de fraudes”, comenta.

Mobilidade e Segurança
A adoção da mobile wallet é mais forte em regiões onde as opções de pagamentos eletrônicos são menos maduras, como na Índia (56%), Tailândia (51%) e México (38%), se comparadas à mercados de cartões mais maduros como nos Estados Unidos (17%) e no Canadá (14%).

No Brasil, a adoção da mobile wallet está em torno dos 36% - em 2014, era de 19%. A ACI explica que parte disso é porque o número de telefones fixo caiu nos últimos anos, então os telefones celulares permitiram que os consumidores superassem os gaps na infraestrutura de comunicação e pagamentos.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail