Home > Notícias

Custo de tecnologias é principal barreira para adoção do trabalho remoto no Brasil, diz estudo

Guilherme Borini

07/08/2017 às 16h19

trabalho remoto
Foto:

Estudo realizado pela empresa de virtualização Citrix e Oxford Economics, departamento de economia da Universidade de Oxford, indica que, no Brasil, questões relacionadas aos custos de tecnologias ainda são as maiores barreiras para a adoção do trabalho remoto. Este item foi indicado por 53% dos pesquisados, seguido pelas preocupações com segurança da informação (43%) e pela a falta de conhecimento de informática e treinamento por parte da equipe de colaboradores, com 37%.

Por outro lado, das organizações brasileiras que adotaram o trabalho remoto e participaram do estudo, 70% enxergam uma melhora na segurança da informação, 67% na lucratividade e o mesmo percentual para o aperfeiçoamento da experiência do cliente. O chamado trabalho digital também está mostrando um melhor desempenho em outras áreas, tais como criatividade para solução de problemas e atendimento ao cliente.

Cenário global

Ao todo, foram ouvidos 600 executivos, entre C-levels e gestores com report direto para C-level. No cenário global, 75% das organizações que estão adiantadas no processo de trabalho remoto avaliam uma melhora na eficiência de seus processos e 74% perceberam uma maior satisfação dos funcionários. Dessas mesmas corporações, um percentual de 83% já percebem os benefícios dessa mudança e reportam maior crescimento na receita e nos lucros.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail