Home > Notícias

Dados não devem ser jogados fora mas precisam estar seguros

"Nenhum dado deve ser jogado fora", afirmou Daniel Cassiano, diretor de dados do Luizalabs

Wellington Arruda

06/11/2019 às 21h04

Foto: Adobe Stock

O que faz, exatamente, um diretor de dados? Durante o IT Forum X, que aconteceu nos dias 16 e 17 de outubro em São Paulo, tivemos a chance de bater um papo com Daniel Cassiano, que é diretor de dados da Luizalabs.

Nós já divulgamos um guia salarial da TI para 2020 que dá destaque, entre outros, ao cargo de especialista/cientista de dados. Mas, no caso de um diretor de dados, a noção é um pouco mais abrangente pelo fato de lidar diretamente com as pessoas.

"O principal é você ter o domínio estratégico sobre o assunto 'dados', mas não dá pra não dizer que é fundamental, também, você ter capacidade e competência para lidar com pessoas", disse Cassiano.

"No fim de tudo, nós estamos lidando com pessoas que são a engrenagem deste sistema", acrescentou.

A ideia, então, é unir o melhor dos dois mundos: as capacidades humanas com as intelectuais. Ou, neste caso, as capacidades desenvolvidas para lidar com atividades relacionadas a dados.

No Magalu, o time de dados "é responsável por toda a estratégia de data da empresa, então um dos nossos pilares é a cultura data driven". Isso está relacionado à parte de estruturar todos os dados da empresa e reúne pessoas de diferentes cargos e especialidades. "A nossa missão é democratizar o acesso dos dados dentro da empresa".

Mas, claro, dados podem ser utilizados considerando os mais diversos períodos temporais. Dados de dezenas de anos atrás podem ser usados para se considerar um problema atual; mas, da mesma forma, nem todos estes dados devem ser levados em consideração para todos os problemas.

Encontrar um equilíbrio sobre o que é "dado velho", considerando que todo dado pode ser útil, pode criar uma certa confusão. "Dentro do Magalu a gente parte da premissa de que nenhum dado deve ser jogado fora", afirmou. "A gente vai armazenar tudo, dentro do possível que pode ser armazenado".

Para estruturar esse banco de dados com segurança, Cassiano explica que o time criou camadas de governança. Os dados também são "anonimizados" e perdem a particularidade em relação ao cliente para protegê-los.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail