Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:

Fundador da Movile, dona do iFood, aponta 3 pilares para se adaptar às novas tecnologias

Nas palavras do executivo, um CEO deve observar esses itens com total atenção

Nesta quinta-feira (17/5), o Rio de Janeiro recebeu a segunda edição do .Futuro Rio, evento que reúne vozes de profissionais e executivos de sucesso para discutir transformação digital em empresas e instituições. Neste ano, o encontro apresentou quatro temas-chave: sociedade, estrutura, criatividade e tecnologia. Sob a ótica de Sociedade, Marcelo Sales, fundador da Movile — dona de apps de sucesso como o iFood, Sympla e Spoonrocket — aproveitou sua passagem para dar três dicas sobre como uma empresa pode se adaptar às novas tecnologias e se manter competitiva e inovando.

Sales apontou o que considera os três pilares mais importantes na gestão de uma empresa, independe do seu porte: visão, gente e investimento.

Nas palavras do executivo, se um CEO observar esses três itens com maior atenção o sucesso está certamente mais próximo. “Visão, gente e investimento. Foque nisso e as chances de sucesso são enormes”, disse.

Visão baseada em dados

Lembrando sua carreira, Sales pontuou que os empreendimentos de sucesso foram construídos baseados em pesquisa, análise e conhecimento do mercado. Sem uma visão baseada em dados, corre-se o risco de apostar em produtos e serviços que vão morrer. Ele lembrou quando trabalhava com jogos por SMS e viu a chegada dos primeiros smartphones. “Em 2007, só tinha iPhone nos Estados Unidos. Mas aqui [no Brasil], já estávamos pensando em como trabalhar com esse novo cenário de aplicativos”, recordou.

Busca pelas melhores pessoas

A contratação de talentos é outro pilar importante para o sucesso de uma empresa. O executivo criticou líderes de projetos e corporações que deixam todo o processo de recrutamento nas mãos do setor de recursos humanos ou de head hunters. Ele explica que, nos últimos dias, esteve na Holanda procurando “os melhores profissionais” para uma demanda na empresa.

“Você tem de fazer todo o esforço possível para encontrar as melhores pessoas. Não é o departamento de RH que contrata, é você”, afirmou.

“A tecnologia é feita de gente, principalmente de nerds. Não coloque eles para trabalhar de 9h às 17h, não vai dar certo”, disse o empresário, argumentando que é preciso ser flexível em formatos para manter os times.

Análise de mercado e investimentos

Ainda de acordo com Sales, se aprofundar em compreender os processos que envolvem os investidores, os tipos de investimento e acompanhar as nuances da economia permite tomar decisões mais tranquilamente e entender as pressões de forma clara e objetiva.  “Você precisa entender o mercado e entender os momentos do mercado para entender as demandas. Fazendo isso, é fácil entender o investidor, ele precisa performar”, concluiu.


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail