Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:


Gastos em transformação digital atingirão US$ 1,97 trilhão

Por Redação

em Transformação digital

2 meses atrás

Espera-se que os gastos DX se expandam constantemente ao longo do período de previsão 2017-2022, segundo a IDC

Os gastos mundiais em tecnologias e serviços que possibilitam a transformação digital (DX) de práticas, produtos e organizações de negócios devem atingir U$ 1,97 trilhão em 2022, de acordo com uma nova atualização do Worldwide Semiannual Digital Transformation Spending Guide, feito pela IDC. Espera-se que os gastos DX se expandam constantemente ao longo do período de previsão 2017-2022, alcançando uma taxa de crescimento anual composta de cinco anos de 16,7%.

“A IDC prevê que, até 2020, 30% das empresas do G2000 terão um orçamento de capital equivalente a pelo menos 10% da receita para alimentar suas estratégias digitais. Esta mudança para o financiamento de capital é importante, uma vez que os executivos de empresas passam a reconhecer a transformação digital como um investimento de longo prazo. Esse compromisso de financiar o DX continuará a impulsionar os gastos até a próxima década”, explica Shawn Fitzgerald, diretor de pesquisa da Worldwide Digital Transformation Strategies.

Quatro indústrias serão responsáveis por quase metade dos US$ 1,25 trilhão gastos em DX em 2019: manufatura discreta (US$ 220 bilhões), manufatura de processos (US$ 135 bilhões), transporte (US$ 116 bilhões) e varejo (US$ 98 bilhões). Para as indústrias de manufatura discreta e de processo, a principal prioridade de gastos de DX é a manufatura inteligente.

O IDC espera que os dois setores invistam mais de US$ 167 bilhões em manufatura inteligente no próximo ano, além de investimentos significativos em inovação digital (US$ 46 bilhões) e otimização da cadeia de suprimentos digital (US$ 29 bilhões). No setor de transportes, a principal prioridade estratégica é a otimização da cadeia de suprimentos digital, que se traduz em quase US$ 65 bilhões em gastos para gerenciamento de frete e programação inteligente.

Enquanto isso, a principal prioridade para o setor de varejo é o comércio omnicanal, que impulsionará investimentos de mais de US$ 27 bilhões em plataformas de comércio omnicanal, experiência virtual aumentada, marketing contextualizado na loja e pagamentos de próxima geração.

Os casos de uso do DX – esforços discretamente financiados que apoiam o objetivo do programa – que terão o maior investimento em todos os setores em 2019 serão gerenciamento de frete (US$ 60 bilhões), operações autonômicas (US$ 54 bilhões), manufatura robótica (US$ 46 bilhões) e gerenciamento preditivo da rede de eletricidade, gás e água (US$ 45 bilhões). Outros casos de uso que alcançarão investimentos de mais de US$ 20 bilhões em 2019 incluem causa raiz, ativos de autorrecuperação e manutenção automatizada e qualidade e conformidade.

Horizonte promissor

“Os gastos do setor com tecnologias DX estão sendo impulsionados pelas principais tecnologias de aceleração da inovação, com a IoT e a computação cognitiva liderando a corrida em termos de gastos gerais”, disse Eileen Smith, diretora de programa do Customer Insights and Analysis Group da IDC. “A introdução de sensores de IoT e capacidades de comunicação está rapidamente transformando os processos de manufatura e gerenciamento de estoque e inventário em uma ampla gama de indústrias. Da mesma forma, inteligência artificial e aprendizado de máquina estão mudando drasticamente a maneira como as empresas interagem com dados e permitindo mudanças fundamentais nos negócios.

“A velocidade sem precedentes na qual as tecnologias estão chegando ao mercado suportando estratégias DX só pode ser descrita como frenética. Áreas consideradas como projetos-piloto há apenas um ano já se tornaram operações maduras em algumas indústrias”, disse Craig Simpson, gerente de pesquisa do IDC Customer Insights and Analysis Group.

Do ponto de vista tecnológico, os gastos com hardware e serviços serão responsáveis por mais de 75% de todos os gastos com DX em 2019. Os gastos com serviços serão liderados por serviços de TI (US$ 152 bilhões) e serviços de conectividade (US$ 147 bilhões), enquanto os serviços empresariais terão o crescimento mais rápido (29,0% CAGR) ao longo do período de previsão de cinco anos. Os gastos com hardware serão distribuídos em várias categorias, incluindo hardware corporativo, dispositivos pessoais e infraestrutura de IaaS. Os gastos com software relacionados a DX totalizarão US$ 288 bilhões em 2019 e serão a categoria de tecnologia que mais cresce, com um CAGR de 18,8%.

Os Estados Unidos e a China serão os dois maiores mercados geográficos para gastos com DX, entregando mais da metade do total mundial em 2019. Nos EUA, as principais indústrias serão a manufatura discreta (US$ 63 bilhões), transporte (US$ 40 bilhões) e serviços (US$ 37 bilhões) com gastos de DX focados em serviços de TI, aplicativos e serviços de conectividade. Na China, as indústrias que mais gastam em DX serão a manufatura discreta (US$ 60 bilhões), manufatura de processo (US$ 35 bilhões) e serviços públicos (U $ 27 bilhões). Serviços de conectividade e hardware corporativo serão as maiores categorias de tecnologia na China.


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail