x

Publicidade

Representantes do governo debatem avanço do digital

Por

em Digital

18 set 2017 4 meses atrás

Um dos desafios do governo é se aproximar do cidadão por meio da tecnologia, garantindo melhores serviços e um atendimento cada vez mais desburocratizado e rápido. Estratégica para o crescimento econômico e para impulsionar o desenvolvimento do País, a transformação digital tem direcionado, neste sentido, diversas ações da esfera pública, conforme apresentaram representantes do governo durante a conferência anual da Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes), realizada nesta segunda-feira (18/9) em São Paulo.

Segundo Sérgio Alves, coordenador de ambientes de negócios e ecossistemas digitais do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), a tecnologia é o instrumento que vai possibilitar oferecer melhores produtos e serviços à população.

Ele ressaltou algumas ações do governo neste sentido, como a Estratégia Brasileira para a Transformação Digital, que visa a digitalização de serviços públicos para reduzir custos e trazer mais inclusão e qualidade na prestação dos mesmos. Outra vertente é o programa Startup Brasil, criado em 2012 em favor do empreendedorismo de base tecnológica, além do Plano Nacional de IoT, o qual estabelece políticas públicas para o desenvolvimento do mercado de IoT no País.

No entanto, apesar dos avanços alcançados, o executivo salientou que o Brasil ainda enfrenta alguns entraves para a expansão de um empreendedorismo digital de base internacional. A escassez de mão de obra qualificada e a falta de estímulo à cultura empreendedora entre os estudantes são alguns deles. “Um país precisa de uma cultura empreendedora, ou seja, gerar empreendedores em escala. O Startup Brasil atua nisso, mas ainda temos muito a fazer neste sentido”, ponderou.

São Paulo mais inteligente

Por meio de recursos da tecnologia da informação e comunicação, a Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia, criada na atual gestão do prefeito de São Paulo João Doria, visa ampliar a qualidade do atendimento ao cidadão e promover sua participação no desenvolvimento de uma cidade inteligente.

Em sua participação no evento, Daniel Annenberg, secretário municipal de Inovação e Tecnologia da Prefeitura de São Paulo, destacou algumas das próximas ações que devem ser implementadas pela prefeitura para inovar ainda mais a capital paulista. “Pretendemos simplificar processos e reduzir a burocracia, além de promover serviços eletrônicos, agilizando procedimentos e combatendo irregularidades”, declarou.

Os projetos incluem, entre outros, a PPP estadual de iluminação pública, que visa tornar a rede inteligente ao reduzir gastos de energia e custos com manutenção; rede de Wi-Fi e ar-condicionado em toda a frota de ônibus da cidade até 2020; extensão do Wi-Fi público em toda a cidade; bem como a troca de todas as lixeiras de São Paulo por modelos inteligentes, os quais possuem um microchip acoplado que avisa quando elas estão cheias.

Para Francisco Camargo, presidente da Abes, a digitalização é um processo irreversível. “Vivemos uma mudança de panorama em uma nova era onde a economia e sociedade brasileira estão em transformação. O desenvolvimento e competitividade dependerão da maneira como empresas, governos e cidadãos irão se inserir no processo de transformação digital.”

Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Notícias por push

Ativar