Home > Notícias

Dimension Data ganha nova dimensão no mercado com Tour de France

Evento de ciclistas na França supera em transmissão e visibilidade com tecnologias disruptivas em soluções da empresa nos seus mais de 3 mil km de prova

Solange Calvo

27/07/2018 às 15h24

Tour de France Dimension Data
Foto:

O Tour de France 2018, evento que teve início no dia 7 deste mês e termina no próximo domingo (29/07), conta desde 2015 com solução da Dimension Data, empresa global de soluções e serviços de TI, que integra tecnologias disruptivas para proporcionar transmissão, visibilidade e máxima interação aos participantes, profissionais, organizadores e fãs dessa tradicional e maior competição de ciclistas do mundo.

A conexão foi integral e proporcionou aumento de 140% no número de seguidores das redes sociais nos últimos três anos. A ousadia não foi pequena. Isso porque são nada menos do que 3,35 mil quilômetros de percurso em etapas que envolvem as mais diferentes regiões da França, com variações climáticas e ambientais.

A largada aconteceu na comunidade Noirmoutier-en-l'Île e a final será em Paris. Participam países de todo o mundo, totalizando 22 equipes, compostas por oito ciclistas, incluindo a da Dimension Data, que compete desde 2016, reforçando a referência de que as pessoas são seu maior combustível na nova era.

Ser responsável pela integração de tecnologias disruptivas em um evento desse porte, com diferentes etapas, foi um grande desafio para a empresa e ao mesmo tempo excelente oportunidade de se fortalecer como integradora apoiada em inovação para modelos de negócio de todos os tipos e tamanhos. Uma nova dimensão na atuação.

Antes do ingresso na transformação digital, o Tour de France contava com transmissão tradicional pela TV. Até que o questionamento bateu à sua porta: como digitalizar as informações, para ampliar e aprimorar a experiência dos fãs, proporcionando o acesso e a troca de informações ao longo do evento, incluindo os participantes?

A solução veio pelas mãos de protagonistas da nova era, em especial da Internet das Coisas (IoT). A Dimension Data desenvolveu um dispositivo IoT, que fica instalado nas bicicletas dos ciclistas participantes do evento. Além disso, são 150 milhões de pontos de dados geoespaciais, capazes de transmitir informações mesmo nos locais mais remotos da competição.

Os dispositivos são rastreadores que coletam dados como posição geográfica e velocidade e os transmitem para um caminhão equipado especialmente para analisá-los, chamado de Big Data Truck. Neste caminhão, há um time de dez profissionais da Dimension Data que analisa dados e os combina com informações históricas e condições climáticas.

Assim, é possível entregar insights sobre a corrida, como posição exata de cada competidor, a distância entre eles, velocidade média, formação de grupos, desempenho em condições diversas e mesmo previsões da competição. Essas informações auxiliam nas análises e permitem classificar com assertividade em quais circunstâncias cada um dos competidores é melhor. O resultado de algoritmos complexos analisa históricos e dados ao vivo, mostrando a probabilidade de corrida em tempo real. 

Evolução de resultados

Todas essas informações são compartilhadas em tempo real no Race Center, site de monitoramento criado para a corrida, e nos feeds de redes sociais. Além dos fãs, as informações são utilizadas por redes de televisão, comentaristas e imprensa.

Os espectadores da corrida na televisão somam 12 milhões em média por etapa. Com o projeto, o Tour de France conquistou 6,5 milhões de seguidores nas redes sociais, especialmente um público mais jovem e digital – 73% desse total têm entre 18 e 35 anos de idade. O site Race Center obteve crescimento no tráfego de 160%, atingindo 9,1 milhões de visitantes. Os vídeos da corrida passaram de 6,1 milhões de visualizações para 71 milhões, e o aplicativo (app) oficial do evento totaliza 1,4 milhão de downloads.

O Big Data Truck também possui papel altamente estratégico, pois permite à Dimension Data levar alguns clientes em seu interior, que têm a oportunidade de viver a dinâmica do evento, acompanhar de perto a atuação do time e ainda como as tecnologias possibilitam o funcionamento da malha tecnológica, fonte frenética de dados e disseminação de informações para mídias sociais, salas de imprensa, TV, entre outros pontos importantes de conectividade com os fãs.

Os helicópteros, que tradicionalmente cobrem o evento com câmeras para a transmissão para a TV, também estão integrados ao desenho, e recebem dados por meio dos dispositivos IoT nas bicicletas e os retransmite ao Big Data Truck. É uma via de mão dupla, cada um dos pontos nevrálgicos transmite e recebe dados, a todo o instante, ao longo do evento.

Nessa arquitetura, que revolucionou o alcance do Tour de France, a nuvem global da Dimension Data é o coração da solução, responsável pelo armazenamento e gestão de toda a massa de informações. Os dados coletados possibilitam avaliações de performance dos ciclistas, de tal forma que é possível até mesmo prever 20 minutos antes de finalizar a competição, quais participantes têm mais chances de vencer a prova.

Principais tecnologias envolvidas e suas atuações

Machine learning: o aprendizado de máquina e a análise preditiva entendem os dados das corridas atuais e anteriores, dando aos seguidores novos níveis de percepção sobre a estratégia e as táticas da equipe em todas as etapas da corrida.

Internet das Coisas: sensores especiais ligados a bicicletas produzem dados em tempo real de pilotos individuais, dando aos fãs uma visão mais próxima da ação. Inclui a velocidade e posicionamento dos pilotos, a composição dos grupos, as distâncias entre os ciclistas, percurso e condições meteorológicas.

TI híbrida: rastreamento ao vivo que fornece insights de corrida para os fãs, que são mais ágeis e responsivos graças à virtualização do data center na nuvem.

Local de trabalho digital: as equipes técnicas da Tour de France agora trabalham em hubs de colaboração móvel hiperconectados por meio das mais recentes tecnologias de local de trabalho digital e virtual.

Cibersegurança: o enorme volume de informações de corrida é protegido contra invasões, enquanto os dados fluem livremente das bicicletas para a nuvem, garantindo experiências ininterruptas para os fãs.

Videoconferência em HD e serviços gerenciados: são usados 24h por dia para colaboração e gerenciamento, o que permite que equipes da Dimension Data em várias partes do mundo trabalhem como uma só.

Nessa competição, ganhou o Tour de France em evolução, ampliando seu alcance, visibilidade e interatividade, especialmente, para os novos fãs, em uma estratégia omnichannel, presente em variados canais, incluindo os mais usados na nova era. E também a Dimension Data, que alcançou um novo patamar de atuação.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail