Home > Notícias

Doria promete processos digitais até final de 2018

06/06/2017 às 15h07

Foto:

Falar de cidades inteligentes no Brasil e não se frustrar é difícil. São diversas iniciativas paradas e uma infinidade de testes não iniciados e promessas não cumpridas, resultando em perda de dinheiro. No que depender das promessas do prefeito de São Paulo, João Dória, no entanto, esse cenário não deve se repetir. Durante um painel na abertura do Ciab 2017, ao falar sobre cidades inteligentes, Dória retomou seu discurso de campanha e prometeu converter São Paulo na cidade mais digital da América Latina. O prefeito afirmou que tal processo já está em curso e citou a própria criação da Secretaria de Inovação e Tecnologia, além de projetos para fomentar o empreendedorismo e auxiliar na segurança da cidade.

"Uma das ações para isso é trabalhar em conjunto e temos tido apoio de empresas e instituições internacionais para implantar a cidade inteligente. Um dos principais pontos é eliminar a burocracia e até final do ano que vem tudo será digital. São Paulo não terá mais carimbo e as pessoas não precisarão demandar as coisas presencialmente, poderão pedir serviços e até obter aprovação de obras por meio de um aplicativo”, afirmou o prefeito.

Entre as ações tomadas pela administração da cidade de São Paulo está a digitalização do Diário Oficial do Município, gerando uma economia anual de R$ 10 milhões. De acordo com Dória, o governo estadual está seguindo a mesma estratégia.

Entrando na estratégia de cidade inteligente e na desburocratização propriamente dita, o prefeito citou o programa Empreenda Fácil, organizado em conjunto com os governos federal e estadual, contando com trabalhos da Receita Federal, Junta Comercial e Sebrae, cujo principal objetivo foi o de reduzir o tempo de abertura e fechamento de empresas na capital paulista. O prefeito informou que até abril eram necessários 128 dias para abrir uma companhia na cidade e, agora, o processo leva no total sete dias. Algumas falhas ainda ocorrem e existem casos de pessoas que estão demorando mais que o prometido em algumas das solicitações. Dória defende, no entanto, que o projeto ainda está em fase de aperfeiçoamento até o final do mês. Ele afirmou ainda que tal iniciativa ajudará muito a melhorar a posição do Brasil nos rankings de competitividade global. "Mas isso não basta, queremos chegar a 5 dias até dezembro e, em maio do ano que vem, em 2 dias para abrir e fechar uma empresa”.

Como complemento a essa estratégia, Dória lembrou que já está em implantação os Poupa Tempo Municipais, com foco nas periferias das zonas Leste, Norte e Sul da cidade, convidando os bancos a investirem em iniciativas de fomento ao empreendedorismo nessas mesmas regiões onde, cada vez mais, como mostram dados da FGV, os jovens querem empreender em vez de trabalhar em alguma grande corporação. Na área da educação, o prefeito comentou sobre o programa Escolas Digitais e prometeu para até março do ano que vem abandonar giz e lousa nas escolas municipais, dizendo que seu desejo é que todos os alunos possam estudar por meio do uso de tablets e computadores, sem esquecer, obviamente do treinamento que será necessário aos docentes para que saibam aplicar essas tecnologias ao ensino da melhor maneira possível.

"Com a Cisco conseguimos R$ 300 milhões em equipamentos para educação. Essa contribuição da Cisco, que é a maior feita isoladamente, está sendo trabalhada para estar disponível a partir de março do ano que vem, essa transformação também chegará aos CEUs (Centro Educacional Unificado) que passarão a ser CEUs 21 (em alusão à educação do século 21).” Também em curso, em parceria com as áreas de tecnologia dos Bancos Bradesco e Itaú, a Prefeitura iniciou a implantação de câmeras inteligentes para ampliar a vigilância e segurança da cidade. A meta é chegar a dez mil câmeras instaladas (são 1560 até o momento) e tudo integrado ao sistema Detecta, adquirido da Microsoft pelo Governo do Estado e operado pelo Copom da Polícia Militar. Somam-se às câmeras o uso de drones. São cinco em operação, inclusive na região da Praça Princesa Isabel, área do Centro para onde migrou parte da Cracolândia.

Embora todas as iniciativas anunciadas sejam importantes para a cidade, incluindo a liberação da PPP da Iluminação, que instalará lâmpadas de LED em toda a cidade a começar pelas periferias, e cuja liberação pelo Tribunal de Contas do Município deve ser anunciado ainda neste mês, o prefeito não mencionou nenhum projeto ligado ao transporte público e não voltou a falar da inclusão de serviços no Bilhete Único.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail