Home > Notícias

Educação precisa mudar e preparar crianças para nova era digital

Rodrigo Santos, CEO da Happy Code, diz que a tecnologia "é só uma ferramenta de transformação da educação"

Wellington Arruda

01/11/2019 às 16h07

Foto: Shutterstock

A Educação 5.0, pautada, entre outros, pelo modelo de Sociedade 5.0, tem uma pegada bem diferente da qual estamos habituados. A ideia não é mais ensinar o básico aos alunos, ou somente incluir tecnologias no ensino; mas, sim, ensiná-los a lidar com o futuro, a resolver problemas e a trabalhar, de fato, com tecnologia.

Durante o IT Forum X, evento que aconteceu entre 16 e 17 de outubro, tivemos a oportunidade de bater um papo com Rodrigo Santos, fundador e CEO da Happy Code.

A Happy Code, fundada em 2015, é uma escola de programação, maker e robótica com sedes no Brasil, Portugal, Espanha e Estados Unidos. Seu foco é aproximar crianças e adolescentes das ciências da computação.

E, claro, sabemos que a educação não é 100% acessível para todas as classes da sociedade; ou, pelo menos, não nesse momento. Também que as novas tecnologias reinventaram os modelos de ensino, mas ainda falta percorrer um belo caminho.

"A principal questão a ser discutida é que todo mundo fala sobre a revolução, o uso da tecnologia, mas ela é só uma ferramenta de transformação da educação", disse Rodrigo.

Na Happy Code, como explica, a tecnologia é usada como um meio "de potencializar e ensinar crianças a como resolver problemas reais por meio da tecnologia".

"Nosso princípio básico é fazer com que a criança seja empoderada; que ela saiba construir tecnologia, mas olhando principalmente em como resolver problemas do mundo real".

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail