Home > Notícias

Empresários buscarão mais qualificação entre funcionários em 2020

Pesquisa Agenda 2020, da Deloitte, cita que empresários brasileiros pretendem renovar quadro de funcionários com base na automação e qualificação

Wellington Arruda

10/12/2019 às 10h36

Foto: Shutterstock

Segundo a pesquisa Agenda 2020, da Deloitte, 71% dos empresários brasileiros enxergam o ano de 2020 como positivo para o cenário de negócios. Isso inclui tanto a retomada dos investimentos quanto o aumento dos empregos.

A pesquisa teve 1.377 participantes com R$ 3,5 bilhões em receita (somando todas) em 2019. Dos respondentes, 62% são de cargos de conselho, diretoria ou presidência.

Foram entrevistadas empresas de bens de consumo (31%); infraestrutura e construção (14%); TI e telecom (14%); de atividades financeiras (9%); bens de capital (8%); e demais serviços (24%).

Independentemente do cenário econômico em 2020, as empresas afirmam que devem investir prioritariamente em tecnologias, P&D, inovação e qualificação de pessoas. O investimento que deve ser mais positivamente impactado é o de tecnologia, com 74% de aprovação; se o cenário for positivo, 94% das empresas afirmam investir nesta área.

Leia também: Guia Salarial da TI 2020: confira cargos e competências em alta

Logo em seguida, vem o treinamento e formação de profissionais com 73%, independentemente do cenário. De acordo com pesquisa da PwC, 53% dos trabalhadores acreditam que a automação vai mudar ou tornar seu trabalho obsoleto em 10 anos. É citado, ainda, que 38% dos trabalhadores não possuem nenhuma capacitação por parte de seus empregadores.

É notável, também, que independentemente do cenário, 46% das empresas devem substituir ou adquirir novas máquinas e equipamentos. Em um cenário positivo, o mesmo índice sobe para 72%.

O empresariado brasileiro também se demonstra disposto a tomar ações estratégicas de maior risco em 2020. Isso inclui:

  • Adquirir novas empresas: 19%, ou 41% "se o cenário melhorar";
  • Adquirir novos produtos/marcas: 19%, ou 38% "se o cenário melhorar";
  • Licitações ou privatizações: 21%, ou 31% "se o cenário melhorar";
  • Concessões públicas: 10%, ou 18% "se o cenário melhorar".

IPO e geração de empregos

Segundo a Agenda 2020, 34 empresas pretendem realizar IPOs em 2020. Elas citam, entre os principais desafios, a captação de recursos (69%); burocracia (63%); desconhecimento em títulos de vendas (50%); desconhecimento de fundos de investimento (34%); e risco de governança (28%).

É citado que 57% das empresas devam aumentar (18%) ou manter seus quadros atuais de funcionários (38%) no próximo ano, independentemente do cenário econômico.

A pesquisa também fala sobre a substituição de funcionários no próximo ano (33%). Para 35% das companhias, um dos principais motivos está na robotização/automação de processos, enquanto 45% deverão apostar em profissionais mais qualificados.

Para o próximo ano, 18% das empresas esperam aumentar, de fato, seu quadro de funcionários. No caso, "se o cenário melhorar", o número sobe para 58%; em caso de "piora no cenário", 64% das empresas afirmam que deverão reduzir o quadro de funcionários.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail