Home > Notícias

Especialista faz paralelo com ‘O Senhor dos Anéis’ para ensinar Scrum

Palestrante Silvio Furini, CEO da AcademyCode, utiliza exemplos da ficção para ajudar público a entender metodologia para gestão e planejamento de projetos

Jorge Junior

18/10/2018 às 18h21

Foto:

Uma imersão na história e nos personagens do filme "O Senhor dos Anéis" foi a ferramenta que Silvio Furini, CEO da AcademyCode, utilizou, nesta quinta-feira (18/10), para ajudar o público do IT Forum Expo a compreender os conceitos e os métodos do Scrum.

Na palestra "Lord of Scrum" (em alusão ao título do livro em inglês, "The Lord of the Rings", de J. R. R. Tolkien), realizada nesta quinta-feira (18/10), no palco High Tech, o especialista explicou um pouco mais dessa metodologia para gestão e planejamento de projetos, que tem na agilidade um de seus principais pontos positivos.

No paralelo, Furini começa dizendo que tanto o projeto do livro quanto o projeto de Scrum devem começar "pequenos". "Este clássico começou com um simples bilhetinho, onde estava escrito 'o Hobbit habita em uma caverna'. Grandes projetos podem iniciar assim, com uma pequena frase, um desejo, um sonho pequeno."

Em seguida, o especialista deu detalhes sobre a teoria do Scrum, com seus pilares (transparência, inspeção e adaptação) e valores (comprometimento, coragem, foco, transparência e respeito). "Isso não se aplica só a um desenvolvimento, a esse framework. Quando esses valores são aplicados para às suas vidas, vocês vão se dar bem em qualquer projeto."

Gandalf e Aragorn

Furini comparou personagens da aventura com participantes do processo do Scrum. O feiticeiro Gandalf seria o product owner (dono do projeto, responsável por maximizar o valor do produto); o herói Aragorn é comparado ao Scrum Master (responsável por ajudar todos a entenderem a teoria, as práticas, as regras e os valores do Scrum); o restante do grupo (como os hobbits, o elfo Legolas e o anão Gimli) é o time do Scrum. "O tamanho ideal do time é pequeno o suficiente para se manter ágil e grande o suficiente para completar um trabalho significativo no período."

O especialista explicou, ainda, conceitos variados do Scrum, como cerimônias e artefatos. Furini oferece cursos sobre o tema também para crianças a partir de seis anos. "Levamos o lúdico no ensino do Scrum para a sala de aula e tivemos resultados muito interessantes", afirmou. "E essas comparações não precisam se restringir ao 'O Senhor dos Anéis'. De acordo com cada grupo, já usamos o filme 'Tropa de Elite' e até passagens e personagens bíblicos como forma de ensinar o tema."

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail