Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:

Executivo de TI do ano

 

O Estudo

O Executivo de TI do Ano é um prêmio anual realizado pela IT Mídia desde 2001. O estudo identifica e homenageia os profissionais que mais se destacaram no último ano com base em ações que contribuíram, não só para o desenvolvimento dos negócios, mas principalmente que impactaram sua carreira. A Korn Ferry, empresa especializada em recrutamento e desenvolvimento de liderança executiva de classe mundial, vem apoiando essa iniciativa nas últimas edições do prêmio.

Além dos CIOs, voltamos a homenagear os profissionais da indústria de TI em 2 categorias, premiando 3 executivos: CEO/COO, CMO e o principal executivo de vendas.

Quem participa?

CIO, ou principal executivos de TI das maiores empresas do país.

Indústria de TI

CEOs, CMOS e Executivo de vendas da indústria de TI.

Metodologia

Passo 1 – Inscrição deverá ser preenchido pelo principal executivo de TI da empresa ou, no caso para de indústria de TI, pelo CEO/COO, CMO e Executivo de vendas.Passo 2 – A inscrição é composta por 3 módulos: Questionário de perfil e gestão, Case e Questionário de Competências.

Passo 3 – Os cases passarão por análise de um comitê formado pela equipe de conteúdo da IT Mídia, por especialistas do mercado e por especialistas Korn Ferry. O Questionário de competências receberá uma atenção especial da Korn Ferry.

Passo 4 – Após a consolidação das notas, serão destacados 3 finalistas por categoria no caso de CIOs. Para a Indústria, serão e 2 categorias e 3 finalistas para cada perfil: CEO/COO, CMO e Executivo de vendas.

Categorias

CIOs serão homenageados nas categorias correspondentes ao setores abaixo:

  • Agronegócio e serviços relacionados
  • Bancos
  • Bens de consumo
  • Comércio atacadista e varejista
  • Educação
  • Holdings e Grupos Empresariais
  • Indústria automotiva, autopeças e mecânica
  • Indústria de alimentos, bebidas e fumos
  • Indústria da engenharia e construção
  • Indústria digital – TI e TELECOM (Fabricantes de produtos e serviços de TI, CallCenter, BPO)
  • Indústria farmacêutica
  • Indústria química, petroquímica, óleo e gás
  • Plásticos, borracha, papel e celulose
  • Saúde (Hospitais, Clínicas etc)
  • Seguradoras
  • Serviços financeiros
  • Serviços (turismo, comunicação, hotelaria, advocacia etc.)
  • Setor público
  • Siderurgia, metalurgia e mineração
  • Transporte e logística

Os Executivos da Indústria: CEO/COO, CMO e Executivo de vendas serão homenageados em 4 categorias

  • Fabricantes de hardware e Software
  • Serviços

Subcategoria: CEOs, CMOS e Executivo de vendas/Sócio

Participe

Como ParticiparSe você  é CIO de alguma empresa que faz parte do ranking das 1000  maiores do país ou é CEO/COO, CMO e Executivo de vendas da algumas empresa que seja fornecedora de produtos e serviços de tecnologia, faça a sua inscrição através do link que corresponde ao seu perfil:

CIOs

CEO, CMO e Executivo de Vendas

Prazo de participação: Responder questionário até o dia 10 de fevereiro de 2018.

Caso o executivo não faça parte da nossa rede de contatos e tenha perfil para participar deste estudo, basta enviar um e-mail para: estudos@itmidia.com.br.

Divulgação

  1. A divulgação dos vencedores para todo o país ocorrerá na edição da Revista It Forum em Abril/2017.
  1. Os grandes vencedores serão revelados em uma cerimônia de premiação na sede da IT Midia em São Paulo que ocorrerá em março/2017.
  2. Fotos da premiação e cobertura do prêmio serão divulgadas no portal IT Forum 365.

Contatos

Sobre estudos e premiações
Marco Silva – msilva@itmidia.com.br
(11) 3823-6602Sobre a inscrição e outras informações
Jaqueline Rosa – jaqueline.rosa@itmidia.com.br
(11) 3823-6642

Ganhadores

CIOs

“Agronegócio e serviços relacionados”

1°  Odercio Claro

Yara Brasil Fertilizantes

2° Felipe Soares

AGCO

3° Fabio Mota

Raízen

Breve descrição dos cases
1) Confira na revista IT FORUM

2) O projeto teve o objetivo de consolidar as duas grandes empresas da AGCO no Brasil – Massey Ferguson e Valtra -, que concorrem no mercado, de forma a fortalecer ainda mais as duas marcas. A consolidação dos processos e sistemas proporcionou uma sinergia de diversas áreas de negócios, que trouxe foco ao core de cada marca, mantendo suas respectivas identidades e estratégias de negócios.

3) O projeto liderado por Fabio Mota, CIO da Raízen, é uma iniciativa pioneira e inovadora no setor sucroenergético. O “Pentágono” teve como objetivo a otimização logística por meio da centralização das atividades de monitoramento, ampliando a capacidade analítica dos processos agrícolas e provendo um panorama completo de toda a operação, atuando em comunicação direta e em tempo real com todas as unidades, sete dias por semana, 24 horas por dia. Para viabilizar o projeto, foi necessário o uso de diversas tecnologias, como cloud, IoT, analytics, mobilidade e gamification.

“Bancos”

1° Mauricio Minas

Banco Bradesco

2° Wanderley Baccalá

Banco Original

3° Geraldo Dezena

Banco do Brasil

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) A iniciativa liderada por Wanderley Baccala, CIO do Banco Original, se refere à implantação de uma Plataforma Tecnológica baseada em APIs abertas, em conjunto com o time de Inovação, que possibilita a conexão dos principais sistemas e serviços do banco em plataformas externas. O projeto garante a flexibilidade total no consumo desses serviços, com processos estruturados para uso e segurança adequada. Foi apresentado um business case alinhado com a proposta de valor do banco para todo o board e em seguida para o acionista.

3) Geraldo Dezena, vice-presidente da Tecnologia do Banco do Brasil, liderou um projeto de utilização de computação cognitiva para em um primeiro momento auxiliar no atendimento do Banco e no ganho de produtividade dos funcionários por meio de um assistente virtual inteligente. A ideia é que a utilização de computação cognitiva permeie diversas áreas da instituição. A iniciativa foi apresentada para o Conselho Diretor da Empresa e, segundo Dezena, irá gerar ao longo do tempo um ganho imensurável para o atendimento da Instituição seja em eficiência ou em qualidade no atendimento prestado.

“Bens de Consumo”

1° Roberto Marucco

Avon Cosméticos

2° Luis Berti

Nike

3° Renata Marques

Whirlpool

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) CIO da Nike, Luis Berti, liderou a definição da estratégia e execução da operação da empresa no Brasil para garantir excelência no atendimento ao consumidor durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. A iniciativa contemplou suporte 24×7 às 32 lojas próprias, mais cinco lojas de parceiros no Rio de Janeiro, abertura de duas novas lojas físicas, uma loja “Pop-up” no Boulevard Olímpico, bem como suporte a cinco locais de hospitalidade para atletas, parceiros e influenciadores do mundo inteiro durante os Jogos.

3) Renata Marques, CIO da Whirlpool para América Latina, foi finalista do prêmio com o projeto ONE, que nasceu com o objetivo de atualizar a plataforma SAP ERP. O foco foi inovar com tecnologia in Memory (Hana), mover para um ambiente em nuvem, revisar processos chave da empresa, além de habilitar a mobilidade e estar mais preparados para integrações mais ágeis com outras plataformas

“Comércio atacadista e varejista”

1° Luis Antonio Janssen

Zaffari & Bourbon

2° Claudio Moura

Servimed

3° Fabricio Ferri

Autoglass

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O grupo Servimed não tinha uma visão de médio e longo prazos para TI e, por isso, Claudio José de Moura, CIO do grupo, desenvolveu o plano diretor de TI 2016/2020, traduzindo missão, valores, premissas, estrutura de TI, suportados por uma análise de riscos, estudo de transformação do negócio e alinhamento do planejamento com a estratégia do negócio e investimentos para os próximos cinco anos. O projeto foi aprovado pelo presidente e conselho da empresa, apoiado pelo comitê de direção, com foco em estruturação, em que o objeto maior era demonstrar quais linhas de tecnologia serão investidas, suportando o roll-out de tecnologias em uso, modelagem dos processos de negócios e principalmente aumento de produtividade com redução de custos, incremento de receita (novos canais de captação) e aumento da governança corporativa da empresa.

3) O projeto liderado por Fabricio Ferri consiste na criação do portal www.abraseuatendimento.com.br, que tem grande importância para o negócio da Autoglass. Segundo Ferri, atualmente uma fatia de todo atendimento de aviso de sinistro que a empresa atende na unidade de negócio de Serviços são realizados pelo portal. A empresa tem contrato com as 16 maiores companhias de seguro que terceirizam com a Autoglass toda a gestão da carteira de assistência a vidros, retrovisores, faróis/lanternas, entre outras coberturas adicionais. São mais de 22 mil atendimentos realizados mensalmente pela web sem interferência de nenhum atendente de call center, trazendo uma economia expressiva na necessidade de posições de atendimento e atendentes. A solução é única no mercado e considerada inovadora pelas companhias de seguro.

“Educação”

1° Ailton Brandão

Kroton Educacional

2° Joaldo Diniz

Ser Educacional

3° Manuel Emilio Rodrigues

Sistema FIEP

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O projeto da Ser Educacional é o SER Retention System (SRS), complexo sistema de análise de dados, baseado em inteligência artificial e redes neurais, criado para entender os cenários que contribuem para a evasão, calcular as probabilidades de ela acontecer e fornecer elementos estratégicos para ajudar a preveni-la. O sistema é altamente estratégico e tem contribuído para a análise em tempo real da situação do corpo discente nas instituições do grupo, facilitando o processo decisório do corpo gestor e acadêmico. O SRS atua de forma integrada com um ecossistema desenvolvido para garantir um aprendizado mais qualificado e uma melhor experiência para o aluno. Segundo Diniz, o grupo tem obtido grande êxito com a utilização do sistema, possibilitando melhores resultados operacionais e financeiros.

3) O projeto do Sistema FIEP consiste na otimização de todo o processo de relacionamento com o cliente, com o intuito de entender as suas necessidades e entregar-lhe uma experiência personalizada e consistente. A iniciativa foi baseada na revisão e ajuste de todo o processo de Relacionamento com o Cliente e sistematização deste processo por meio das ferramentas Microsoft em nuvem: Social Engagement (MSE), Dynamics Marketing (MDM) e Dynamics CRM.

“Holdings e grupos empresariais”

1° Fabio Moraes

Aliansce

2° Sergio Bueno

M.Cassab

3° Sérgio Barreto

Grupo Cornelio Brennand

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) Na MCassab, o CIO, Sergio Bueno, realizou a troca do sistema de gestão corporativa por uma nova versão, mobile e em nuvem, acoplando na camada de interação e integração uma ferramenta de BPM para dar um novo norte em todos processos que permeiam as diversas áreas de negócio. O projeto gerou ganhos financeiros, operacionais e de gestão. A iniciativa foi apresentada ao corpo acionista do grupo pela área de TI, justificando os investimentos com um plano detalhado de investimento e o ROI, mostrando claramente os benefícios do projeto em relação a redução de custos com processos trabalhosos e que demandavam muita mão de obra, aumento de lucratividade por meio da melhoria nos processos de cálculo de preço de vendas e aumento de produtividade das equipes comercial e marketing, como também visão geral de todos os processos da empresa.

3) O projeto do Grupo Cornelio Brennand consistiu na revisão do planejamento estratégico do negócio e na operacionalização da gestão da estratégia, desde a definição dos objetivos ao desdobramento em indicadores por área, definição de planos de ação e acompanhamento rotineiro dos indicadores de negócio e evolução dos planos. O projeto envolveu ainda a implantação de solução tecnológica para o acompanhamento dos indicadores e ações, produzindo no negócio o conceito de “gestão transparente”. Segundo Sérgio Barreto, a iniciativa envolveu naturalmente toda a gestão do negócio, desde o CEO até os gestores de linha, entre outros colaboradores não gestores e especialistas operacionais.

“Indústria automotiva, autopeças e mecânica”

1° Alexandre Baule

Embraer

2° Fernando Rostock

GM

3°Angelo Figaro

Renault

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) Trata-se do projeto “OnStar 100%”, programa executado durante o ano de 2016, para ampla implantação do “OnStar”, tecnologia exclusiva da Chevrolet, oferecendo conectividade veicular e novas experiências de cliente para 100% dos veículos Chevrolet produzidos no país. Fernando Rostock destaca o projeto de natureza transformadora para os negócios da empresa, baseado em temáticas atuais de TI, como internet das coisas (IoT, na sigla em inglês), mobilidade, telemática, big data analytics e cibersegurança, oferecendo a todos os clientes Chevrolet uma experiência exclusiva e inovadora.

3) O programa de inovação da TI da Aliança Renault-Nissan chega ao seu 4º ano com um grau de maturidade excepcional. Seguindo o trilho de incentivo à geração de ideias, de aplicação destas, busca por impacto no business da empresa, passamos então para uma nova etapa de impactos expressivos no negócio com a realização de POCs (Provas de Conceito).
Todas as tecnologias definidas como relevantes nos mais variados estudos de mercado (BigData, Impressão 3D, Autonomous Transportation, Cloud, Mobile/Social, Conectividade, IOT, Robotics e Virtual/Augmented Reality) foram incentivadas a virarem cases de aplicação real com POCs em praticamente todas as áreas de negócio da empresa.

“Indústria da engenharia e construção”

1°Osvaldo Rodrigues

Tecnisa

2° Marcello Borges

Construtora Queiroz Galvão

3° Roberto Nakamoto

Cyrela

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O projeto consiste em uma solução integrada que contempla todo ciclo de desenvolvimento de uma unidade de negócio (obra), revisando e otimizando processos objetivando a redução de custos, geração de informação para tomada de decisão e alimentação dos indicadores utilizados para conquista de novos negócios. A implantação foi justificada com base em indicadores internos da empresa e pela necessidade de adequação ao novo cenário do mercado brasileiro. A nova arquitetura é responsável por disponibilizar ferramentas de prospecção de novos negócios e pela disponibilização de indicadores que auxiliam a equipe de concorrência na conquista de novos empreendimentos. O projeto possibilitou otimizar os processos, reduzir custos, gerar indicadores confiáveis e disponibilizar ferramentas para auxílio à prospecção de novos negócios, o que permite ser muito mais competitivo.

3) Na Cyrela, o CIO, Roberto Nakamoto, liderou um projeto que teve como principal objetivo revisar e simplificar toda a estrutura de TI, desde a arquitetura técnica utilizada, passando pela consolidação de sistemas e revisão do organograma de TI. O projeto teve duração de dois anos e os principais benefícios foram coletados durante o último ano, ao elencar as duas bases principais: SAP para todo o financeiro e CRM Dynamics para todo o ciclo de vida para o cliente. Dessa forma foram eliminadas dezenas de legados e consequentemente toda a estrutura e mão de obra relacionada para sustentá-los.

“Indústria de alimentos, bebidas e fumos”

1° Sergio Bambace

Vigor

2° Breno Gentil

Souza Cruz

3° Ney Santos

BRF Foods

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O projeto liderado por Breno Gentil é o Digital Labs, que representou a implementação de um novo modelo de trabalho na companhia focado na inovação e experimentação orientados a oportunidades de negócio combinando tecnologia e Marketing/Vendas. Foi criado um pequeno time multi-funcional, trabalhando em um conceito de célula independente e utilizando métodos de design thinking, lean startup e Agile. Ao longo dos últimos dois anos, desde que foi criado, o Digital Lab introduziu inovações tecnológicas mobile de impacto comercial no relacionamento B2B da Souza Cruz com seus clientes.

3) O principal objetivo do projeto foi permitir que os colaboradores da BRF de todas as regiões globais pudessem se comunicar por texto, voz e/ou imagem e colaborar em atividades/projetos e tomadas de decisões em tempo real de forma simples e com baixo custo. Para isso, a companhia apostou no Skype for Business e hoje é o principal usuário do mundo, atingindo 40 mil conexões simultâneas por dia. Um destaque são as reuniões globais de resultados mensais, que interligam 80 salas de vídeo, centenas de ligações de celulares por Skype, centenas de devices por vídeo por Skype, e dois auditórios lotados, permitindo um nível de interatividade muito grande, o que não seria possível sem a tecnologia. Esse evento mudou de forma profunda a qualidade e a profundidade das discussões dos resultados mensais e o nível de engajamento das equipes. Ney Santos, CIO da empresa, destaca também redução nas despesas de viagens.

“Indústria Digital – TI e Telecom”

1°Alessandra Bomura

Vivo

2° Rodolfo Linhares

IBM

3° Melissa Kfouri

Algar Telecom

Breve descrição dos cases

1) Revista IT Forum

2) Rodolfo Linhares, CIO da IBM, destaca a reformulação de equipes para montar grupos pequenos (de sete a nove profissionais), multidisciplinares e capazes de entregar produtos e serviços de ponta a ponta, ou seja, desde o conceito, o desenvolvimento, implantação e o suporte à operação. Com isso, não só viabilizou novos produtos, mas aumentou significativamente o número de entregas de novas soluções por ano.

3) Diante dos desafios das transformações digitais em que as organizações têm buscado agilidade, simplicidade, melhoria na experiência do cliente, a Algar Telecom entende que preparar e capacitar os profissionais para essas iniciativas é de extrema urgência e importância, visto a dificuldade de se encontrar profissionais qualificados no mercado com as competências necessárias. Para isso, a empresa estruturou a “Academia de TI”, programa de capacitação de 100% do time de TI focado em treinamentos para alavancar as novas competências exigidas pelas transformações.

“Indústria Farmacêutica”

1° Rodrigo Aguiar

Merck

2° Alexsandro Vilarouca

Astrazeneca

3° Eduardo Kondo

Aché Laboratorios Farmacêuticos

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O projeto consistiu na criação de uma plataforma digital que permitisse para AstraZeneca ter uma forma de consolidar todos os registros de interações médicas, sejam elas em uma visita por meio do Representante, Registro de entrega de amostras grátis, convite para reuniões e seminários, envio de e-mail digital, convite de palestras e registro consolidado de todos os investimentos feitos ao médico, para garantir o controle do “Fair Market Value”. Esse item “FMV” é um controle muito importante na indústria farmacêutica para garantir que não seja ultrapassado investimentos ao médico conforme determinação de compliance da AstraZeneca, e órgãos regulatórios como a Anvisa.

3) Eduardo Kondo liderou o programa Cuidados pela Vida, principal iniciativa de relacionamento da indústria farmacêutica. A reestruturação do Cuidados pela Vida é uma das iniciativas implementadas pelo Aché que vão ao encontro da transformação digital da companhia para atender as mudanças da sociedade, mais do que um caso de sucesso de TI, em que muitas vezes se busca excelência operacional, aumento de vendas, redução de custos ou melhoria de processos. Para Kondo, esse projeto é de se orgulhar, pois a tecnologia permitiu integrar todos os atores da cadeia produtiva e seus processos, permitindo que nos concentremos em desenvolver soluções para levar mais vida, saúde e bem-estar à população.

“Indústria química, petroquímica, óleo e gás”

1° Vanderlei Andrade

FMC Agricultural Products

2° Marcelo Ferraz

Chevron Brasil

3° Marcos Bueno

Nufarm

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O projeto tem como objetivo integrar uma série de tecnologias para tornar mais independente o controle de processos críticos de produção e criar um cenário no qual análises complexas fossem realizadas sem a supervisão humana, possibilitando um monitoramento por exceção. Foram capturados dados dos sensores instalados offshore na FPSO (Floting, Production, Storage and Offloading – navio plataforma) e também nos dez campos produtores ligados a esta plataforma, envolvendo mais de 100 mil tags que geram uma quantidade massiva de dados.

3) Na Nufarm, Marcos Bueno de Oliveira, CIO da empresa, liderou o projeto LINK, que visa tornar a empresa globalmente integrada – “One Nufarm”. Com sistemas e processos globalizados, processos de planejamento robustos, dados disponíveis de maneira padronizada e avançada análise de previsão de vendas, o projeto trouxe redução de custos e inventário, otimização da área de Procurement, otimização da operação com impostos, além de melhoria na disponibilidade de produtos. Foi implementada uma ferramenta de planejamento de demanda & supply, que integra o processo e melhora as operações.

“Plásticos, borracha, papel e celulose”

1° Viviane Lusvarghi

Santher

2° Wilson Lopes

Fibria Celulose

3° Ronaldo Ribeiro

Cenibra

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) A Fibria possui aproximadamente 700 mil equitares de Florestal para atendimento as suas três plantas. Quando uma floresta é colhida, ela tem duas alternativas para o próximo plantio: reforma, em que o processo é refeito 100% no talhão, com alto custo e ótima produtividade; ou condução de rebrota, em que o custo é baixo, porém não tem tão boa produtividade. Diante deste cenário, o board da Fibria passou o desafio para a área de Tecnologia da Informação (TI), Centro de Tecnologia e Área Florestal, para entender o porquê da baixa produtividade da rebrota em relação a reforma. Foi desenvolvido um projeto de excelência operacional e redução de custos capaz de reduzir o custo da madeira, sendo este a principal variável para formação de preço. Segundo Wilson Lopes, a empresa terá o menor custo de madeira médio do mundo. Algumas das ações realizadas foram: estruturação de 15 anos de dados, sendo mais de 2 bilhões, relacionados de forma estruturada em 279 variáveis; realização com equipe interna e qualificação de profissionais da TI para transformá-los em Data Science.

3) O projeto consistiu basicamente em usar dos conceitos da internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) para fazer chegar ao sistema de gestão corporativa os dados das máquinas que fazem as operações florestais de silvicultura e colheita. Essas operações sempre foram feitas com apontamentos manuais em planilhas e em seguida os dados apontados (escritos) lançados no sistema ERP (dois a cinco dias de atraso).
Com o novo sistema, a operação da máquina é apontada diretamente em um dispositivo móvel localizado na própria máquina florestal (para aquelas que não possuem computadores de bordo) transmitido ao dispositivo móvel que, por sua vez, o envia, ao conectar-se com uma rede, para o sistema de gestão. Isso dá uma nova dinâmica operacional e melhora a tomada de decisões, possibilitando fazer um melhor acompanhamento da operação das máquinas e ter um melhor planejamento das operações e de manutenção das mesmas.

“Saúde (Hospitais, clínicas, operado etc)”

1° Adriano Oliveira

Rede D’Or São Luiz

2° Sandro Marques

Grupo Marista

3° Ronaldo Marangon

Fleury

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) Em outubro de 2012, a equipe de TI do Grupo Marista iniciou um processo de escolha de um software (software selection) para atender aos processos assistenciais e financeiros do Hospital Marcelino Champagnat. Em janeiro de 2013, foi escolhido o Software Tasy para atender tal demanda. Foi iniciado, então, o projeto Tasy no Hospital Marcelino em março de 2013, tendo o go live em março de 2014. Após a estabilização do sistema, teve início o Projeto JCI x DTS, em janeiro de 2016, que consistia no atendimento de todas as demandas relacionadas ao sistema, que contribuíram para a melhoria e excelência dos processos assistenciais.

3) O projeto visa a transformação da TI alinhado à estratégia do negócio. Os pilares do programa focam em otimização dos custos/SLAs, melhorias no atendimento da demanda/projetos e inovação por meio de conceitos como digital, soluções de inteligência artificial, machine learning etc. Foi realizado o alinhamento com o negócio para suportar a missão e valores em oferecer excelência na medicina diagnóstica e no atendimento aos pacientes e médicos. A contribuição gera valor internamente no escopo da TI como fora, para as áreas de negócios e envolve otimização de custos e suporte ao negócio nas diversas áreas de back office, operações e médica. Exemplo: lançamento dos aplicativos para médicos e pacientes como parte da estratégia de Digital da empresa. Este projeto melhorou a experiência dos clientes, elevou a satisfação e possibilitou iniciativas de redução de custos. Além disso, vai possibilitar a empresa a ser mais digital e também trará otimização dos custos.

“Seguradoras”

1° Cristiano Barbieri

Sulamerica

2° Italo Flammia

Porto Seguro

3° Andrea Barranha

Assurant Solutions

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) Com foco em aproximação com startups e mentes inovadoras, o programa é formado por diversas iniciativas de inovação que estão trazendo resultados concretos para os negócios da Porto Seguro, inclusive a criação de novos produtos e serviços. O projeto pressupõe ampliar os atores envolvidos na inovação tecnológica que agrega valor diretamente aos negócios da empresa, inclusive considerando atores de fora da empresa e, como sub-produto, estimular a cultura de intra-empreendedorismo. Algumas iniciativas deste programa em 2016 foram: Aceleradora de Startups (Oxigênio Aceleradora); Programa de Incubação de Projetos de Funcionários; Pareceria com Universidades; Funil de Startups; Program Ninjas – Funcionários de TI dedicam-se dois dias por semanas para desenvolverem projetos inovadores de sua preferência. Estes projetos tem que resolver efetivamente um problema de negócio; Workshop de P&D; Hackatons com equipes de TI.

3) O projeto de venda direta começou com a parceria de uma empresa de cobrança, em que todo o serviço era terceirizado, o que gerava altos custos, além do custo do serviço o dinheiro consumia de 90 a 120 dias para ser repassado, sem contar nas falhas de qualidade das informações fornecidas, o que gerava impacto no cliente final. O objetivo foi capacitar a Assurant para cobrança direta de seguros no cartão de crédito, por meio do desenvolvimento e implantação de uma ferramenta flexível, integrada com Gateways de Cobrança, portais de vendas e os sistemas de Emissão e ERP da seguradora, além de fazer a cobrança o sistema faz a conciliação dos recebimentos, e estornos, retroalimentando o ERP para report contábil de forma automática. A iniciativa virou case na área internacional, a solução será replicada para outros países se tornando global.

“Serviços diversos”

1° Claudio Mello

Sebrae-MG

2° Roberto Carneiro

Sodexo Serviços On Site

3° Gerardo Carvalho

Terral Shoppings Centers

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O projeto se baseia em iniciativas digitais incluindo aspectos de mobilidade, cloud e analytics com o objetivo de prover facilidades transacionais e de acesso a informações para consumidores finais dos serviços de alimentação da Sodexo On Site. O foco é melhoria da oferta de serviços da Sodexo On Site, com a incorporação de facilidades para os consumidores, diferenciação com relação a concorrentes e melhoria dos resultados.

3) A ideia do projeto foi conhecer melhor os clientes que visitam os shoppings e criar experiências customizadas para eles. A iniciativa foi baseada em mineração de dados sociais (conforme permissão dos clientes) e comparativo das tendências de consumos apontadas com o mix de lojas e opções de lazer em casa shopping.
Com essa atuação, a empresa registrou aumento no fluxo de clientes e aumento e diminuição da vacância de lojas. Além disso, melhor utilização das verbas de marketing e maior assertividade da área comercial na escolha do mix.

“Serviços financeiros”

1° Lisias Lauretti

Serasa Experian

2° Luiz Afonso

Edenred

3° Danilo Zimmermann

Alelo

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O projeto trata-se da implementação do EVA (Edenred Virtual Assistant), serviço virtual de atendimento ao cliente, um sistema de inteligência artificial. A iniciativa é relevante para renovar a atuação digital da empresa, e tem como objetivo proporcionar uma experiência digital mais completa para usuários, clientes e parceiros. As novas tecnologias e os diferentes canais de comunicação possibilitam um novo modelo de experiência do usuário (UX), ser multicanal, contribuindo para identificar as principais dificuldades, expectativas do cliente, para articular as informações e dar a liberdade para o usuário se relacionar em todos os canais.

3) Com o Alelo Pronto, além das facilidades para o colaborador, o RH tem flexibilidade para definir o limite de crédito do cartão de sua equipe e ainda aumenta a percepção de valor do pacote de benefícios, criando vínculo com seus funcionários. O novo produto da Alelo chegou ao mercado trazendo grandes inovações. Uma delas é o processo de adesão do cartão via aplicativo ou web. Visando a melhor experiência ao usuário, foi desenvolvida uma solução Omini Channel ao utilizar as tecnologias Android, IOS e WEB de forma integrada com o canal Meu Alelo por meio da arquitetura orientada a serviços (SOA). A plataforma consiste em um módulo centralizado de campanha, que é responsável por realizar a oferta diretamente ao beneficiário. No momento em que a empresa contrata o produto com a Alelo, o canal Meu Alelo, integrado a esse módulo de campanha apresenta em forma de destaque a opção de escolha de adesão ao produto Alelo Pronto.

“Setor público”

1° Mauricio Castro

Secretaria de Estado da Saude – SC

2°Antonio Gomes

PROCERGS

3° Claudia Andrade

Receita Federal

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O projeto Processo Administrativo e-Gov: PROA é uma solução desenvolvida pela PROCERGS para geração e manutenção de processos administrativos por meio de uma Aplicação Web, viabilizada por uma Camada de Serviços, que é a infraestrutura necessária para a integração de diversos sistemas do Estado. Uma iniciativa conjunta dos órgãos do poder Executivo, para a construção de uma infraestrutura pública de processo administrativo eletrônico, em substituição ao tradicional em papel. É um projeto de gestão, que visa melhorias no desempenho dos processos da Administração Pública, com ganhos em agilidade, produtividade, satisfação do usuário, redução de custos e ruptura cultural.do Estado, do Arquivo Público e da ACRS – Unidade Certificadora do RS no esclarecimento de dúvidas dos órgãos, através da realização de seminários, palestras e visitas técnicas.

3) O projeto do Novo CPF integra diversas soluções tecnológicas, que englobam compartilhamento de dados por meio de convênios com outros órgãos, atualizações, um conjunto de integrações, uma nova interface gráfica e um grupo de melhorias que abrangem alteração e criação de novos campos de dados, mudanças de regras de negócio, alterações em procedimentos e mudanças na legislação. O objetivo é construir um cadastro da Pessoa Física moderno, consistente e confiável, no qual seja possível a identificação do perfil do contribuinte. Para tal serão desenvolvidos indicadores e parâmetros que classifiquem a pessoa física em várias dimensões: consistência cadastral, capacidade econômica, patrimônio, renda, crédito tributário pago, crédito tributário em cobrança, crédito em contencioso administrativo, adimplência em obrigações acessórias e operações aduaneiras. A proposta é apresentar esses dados por intermédio do cadastro e, a partir daí, cada Unidade da Receita Federal poderá classificar, através de parâmetros específicos, o quantitativo de contribuintes que possam despertar interesse em fiscalização, acompanhamento tributário ou outra ação da Instituição.

“Siderurgia, metalurgia e mineração”

1° Alexandre Pereira

Vale

2° Pedro Oliveira

Anglo Gold Ashanti

3° Fabio Faria

CSN

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) A iniciativa tem como objetivo aumentar a produtividade e reduzir a exposição dos funcionários nas áreas riscos. A empresa buscou um projeto de maior magnitude, no qual, compreende a utilização de equipamentos autônomos (Carregadeiras, Caminhões, etc)
O desafio está no fato de que não há sinal de GPS no subsolo trazendo a necessidade implatar uma Rede Mesh no subsolo, assim cobrindo galerias que totalizam aproximadamente 26 km de sinal Wi-Fi.

3) A proposta do projeto é de viabilizar oportunidades de qualificação, simplificação e inovação nos processos corporativos da CSN, migrando o Sistema SAP ECC para a plataforma SAP HANA, contemplando simultaneamente os negócios de Siderurgia, Mineração, Cimento, Energia e Logística Ferrovia/Porto (cerca de 6, mil usuários). As contribuições são significativas em relação a melhoria da eficiência e eficácia nas operações da companhia, devido à grande evolução nos processos de negócios, que produzem informações mais qualificadas e ágeis para o apoio a decisão.

“Transporte e logística”

1° Paulo Palaia

Gol Linhas Aéreas Inteligentes

2° Gustavo Busnardo

Ouro Verde

3° Denise Ciavatta

Latam Airlines

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) Criação de uma nova unidade de negócio para a companhia (Gestão de Frotas de Terceiros) utilizando total disrupção digital: plataforma altamente escalável e parametrizável para suportar a gestão de até 100.000 veículos conectados via internet em até cinco anos. Em paralelo, foi construída uma plataforma de IoT (Telemática avançada veicular, incluindo diagnóstico on-line de cada veículo, padrão de condução e consumo de combustível por condutor) e Big Data, unindo numa única base a plataforma de ERP, serviços de terceiros (Multas, Cartão Combustível, Rede de Manutenção).

3) O projeto está baseado no desenvolvimento de uma metodologia ágil para execução e monitoramento de outros projetos para motivar e melhorar time to market de TI. Um dos maiores desafios foi buscar o alinhamento interno na própria TI. Uma transformação exige contar com profissionais dispostos a se organizarem de maneira completamente diferente. O espirito colaborativo e de responsabilidade mútua diante dos resultados positivos e/ou negativos exige uma abertura a mudanças.

“Utilities”

1° Marcelo Carreras

CPFL Energia

2° Dario Almeida

CCEE

3° Osvaldo Pazianotto

Sabesp

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) A “Evolução Tecnológica do SCDE” é um projeto de IoT que representa a segunda grande iniciativa do programa de modernização do sistema de medição de energia elétrica da CCEE. A empresa conta com um novo sistema de gerenciamento dos dados para coleta em campo com objetivo de entregar aos usuários uma camada de front-end completamente remodelada, baseada nos mais modernos conceitos de UX (User Experience), o que representou enormes avanços em termos de usabilidade, desempenho e produtividade para as quase 6000 empresas que utilizam o sistema para realizar a gestão dos seus dados de geração e/ou consumo de energia.

3) Criação de uma plataforma aderente ao conceito de internet das coisas, visando aprimorar o processo de automação (telemetria e telecomando) com segurança, menor custo e integrado às soluções críticas de negócios nas etapas estratégicas da cadeia de valor. Agregando funcionalidades de localização física de Chips de dados (georreferenciada), controle de inventário, configuração de alarmes e monitoramento da conexão e do tráfego.

 

Indústria de TI

Fabricante de Hardware e Software | CEO/COO”

1° IBM

Marcelo Porto

2° Cisco

Laercio Albuquerque

3° Dell EMC

Luis Gonçalves

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O projeto está baseado na criação plataforma conectada com 15 soluções voltadas para o conceito de internet das coisas para formar o Programa de Inovação Urbana no Porto Maravilha/Rio 2016. O apoio da liderança da Cisco foi essencial para a idealização do projeto, tanto para abrir portas como para demonstrar a importância estratégica do Programa da empresa no Brasil, América Latina e mundo.

3) Criação de um time de especialistas com capacidade para prestar consultoria para o cliente, principalmente nas grandes empresas, e posicionar a Dell EMC como Trust Advisor em Client Solutions, além da implementação de ações voltadas à excelência operacional. A Dell EMC assumiu a liderança do mercado, pulando da 3º para a 1º posição na venda de PCs para médias e grandes empresas, e da 7º para a 1º posição no mercado de Consumidor Final e Pequenas Empresas.

“Fabricante de Hardware e Software | CMO”

 Microsoft

Mauricio Ferreira

2° Totvs

Flávio Balestrin

3° Salesforce

Daniel Hoe

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O projeto foca estratégia de distribuição da Tovts conhecida como ‘The Last Mile’. Considerando o canal de vendas física como ponto principal de referência e relacionamento com Cliente. Esse fato proporciona maior proximidade, mais conhecimento da realidade do negócio e também gera mais insumos para viabilizar a satisfação e fidelização dos clientes e consequentemente mais oportunidades de negócios.

3) Criação de um modelo de marketing para impactar as cidades mais importantes do mundo (“city surge). O objetivo desta estratégia de marketing é criar uma abordagem integrada de:

– marketing e resultados (aumento de percepção de marca, geração de leads, geração de pipeline e receita)
– experiência do cliente (executar ações que permitam o contato e o engajamento de clientes e prospects com a marca em diversos canais)
– filantropia (retribuir para a comunidade, em especial para a cidade de São Paulo)
– comunidade (fomentar o conceito de comunidade ou família estendida, conhecida como #Ohana, entre clientes, funcionários e parceiros)

“Fabricante de Hardware e Software | Executivo de vendas”

1° Amazon

Marcos Grilanda

2° Furukawa

Roberto Kihara

3° Zendesk

Tatiana Piloto

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista

2) O projeto apresentado por Kihara fala sobre o desenvolvemos e lançamento de uma solução 100% óptica de ponta a ponta (versus uma solução com cabling metálico e switchs) e capacitando de parceiros com workshops intensos, acompanhamento das abordagem e desenvolvimento de soluções para mercado atual.

3) Trazer a empresa para o Brasil e criar a expansão que capaz de torna-la como um player global para empresas de grande porte. Importante abrangência no país, beneficiando os resultados em um nível global. O investimento foi forte no treinamento para criar competitividade de talento global para a empresa e se aproximar fortemente das empresas.

“Serviços | CEO/COO”

1° UOLDIVEO

Marcos Vinícius Peigo

2° Embratel

José Formoso

3° Stefanini

Marco Stefanini

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) Sob o comando de Formoso, a empresa trabalhou forte para desenvolver um dos maiores projetos de infraestrutura já visto no Brasil. A motivação foi um importante componente utilizado para impulsionar todo o time de mais de 3.000 profissionais e deixar um grande legado na cidade do Rio de Janeiro. O Backbone Embratel atingiu a marca como a maior rede construída para um único evento, com mais de 370 quilômetros de cabos ópticos, redundância tripla, capacidade total de 160 Gigabits e o uso de mais de 132 mil quilômetros de fibras ópticas. Mais de 77.000 pontos especiais de acesso à Internet em 98 Venues (locais de competição e não competição) foram instalados.

3) Com o compromisso de investir em novas tecnologias para gerar praticidade e eficiência às operações de seus clientes, Stefanini reuniu uma equipe de cientistas, programadores e designers altamente qualificados nas áreas de Processamento de Linguagem Natural e Inteligência Artificial para trabalhar na evolução de sua plataforma cognitiva Parli, oferecendo o que há de mais sofisticado em Inteligência Artificial. O resultado foi a assistente virtual Sophie, lançada em 2016.

“Serviços | CMO”

1° IBM

Mauro Segura

2° Promonlogicalis

Renata Randi

3° T-Systems

Claudia Forgas

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) Posicionar uma área de negócios como uma referência no uso de IoT, exigiu de Renata Randi uma estratégia de marketing que vai desde revisão do posicionamento da marca até acordos de parceria com outras empresas de tecnologia. Hoje, a empresa é uma referência nos temas ligados a IoT, recebendo convites para palestrar em diversos eventos, tanto no Brasil como no exterior, bem como solicitações de entrevistas/artigos de importantes veículos do setor.

3) O objetivo da Claudia Forgas foi levar mensagem da empresa e aproximar ainda mais os clientes, parceiros e colaboradores dos valores da empresa usando as redes sociais. A conquista dessa iniciativa está na satisfação interna dos colaboradores e até daqueles estão alocados em outras regiões e aumento no engajamento e qualidade dos serviços prestados pela empresa.

“Serviços | Executivo de vendas”

1° Embratel

Mário Rachid

2° Facebook

Dario Dal Piaz

3° Softtek

Ana Dividino

Breve descrição dos cases

1) Confira na revista IT Forum

2) O projeto consiste no relacionamento estruturado com os parceiros (e não clientes) mais relevantes do Brasil com objetivo de orientar no desenvolvimento e inovação de produtos da plataforma Facebook. O maior desafio foi entender e trabalhar de maneira segmentada cada cliente entregar um resultado com valor.

3) O projeto da Ana Dividino fala sobre a restruturação da área de negócios com objetivo de organizar e direcionar a empresa para foco o estratégico. A iniciativa transformou a área de vendas para um perfil de profissionais mais capacitados com objetivo de entender e garantir a satisfação dos clientes.

Comitê

“Avaliação Korn Ferry”

Amanda Nogueira

Korn Ferry

 

Antonio Mendonça

Korn Ferry

 

Bernardo Tinoco

Korn Ferry

 

Claudio Ramos

Korn Ferry

 

Gabriel Ornellas

Korn Ferry

 

Jairo Okret

Korn Ferry

 

Luciana Assad

Korn Ferry

 

Maria Alice Mendes

Korn Ferry

 

Nelo Brizola

Korn Ferry

 

Suelem Bedran

Korn Ferry

 

“Avaliação cases CIOs”

Anderson Figueiredo

Stratica

 

Andreas Lueth

ISG-ONE

 

Déborah Oliveira

IT Mídia

 

Eduardo Endo

FIAP

 

Guilherme Borini

IT Mídia

 

Guilherme Pereira

FIAP

 

Jorge Luis Cordenonsi

ISG-ONE

 

Marco Silva

IT Mídia

 

Martin Hackett

ISG-ONE

 

Ruy Shiozawa

GPTW

 

Sergio Lozinsky

Lozinsky Consultoria

 

Solange Calvo

IT Forum 365

 

Vitor Cavalcanti

IT Mídia

 

“Avaliação cases Indústria de TI”

 

Cezar Taurion

Litters Consulting

 

Emilo Burlamaqui

Bayer

 

Fabio Faria

CSN

 

Gustavo Gaidzinski

A.Angeloni

 

Marcos Adam

Rodobens

 

Nivaldo Marcusso

FIA

 

Reinaldo Roveri

Stratica

 

Sergio Bueno

M. Cassab

 

Tereza Carvalho

Lassu – USP

 

Viviane Lusvarghi

Santher

 

Notícias marcadas

Personalize sua home

Ative ou desative as categorias abaixo:

  • Carreira
  • Digital
  • Gestão
  • Mercado
  • Segurança
  • Startups
  • Tech
  • TI de Negócios