Home > Colunas

Evidência digital, um novo ambiente para transformação das polícias

A confiança nas instituições de segurança pública é chave para que os cidadãos possam perceber um avanço real na construção de cidades seguras.

*Elton Borgonovo

20/10/2019 às 12h59

Foto: Shutterstock

A confiança nas instituições de segurança pública é chave para que os cidadãos brasileiros possam perceber um avanço real na construção de cidades mais seguras. As novas tecnologias disponíveis podem proporcionar um apoio significativo para combater esses problemas e, principalmente, para modificar a percepção pública.

Neste sentido, a tecnologia pode contribuir com sistemas de transparência que, além de protegerem nossos policiais na tarefa de combater à criminalidade, podem ajudar a fortalecer a confiança institucional e as tarefas envolvendo a segurança cidadã. No Brasil, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 371 policias foram mortos somente em 2017.

A tecnologia e os sistemas de informação e comunicação (TICs) são aliados vitais na luta contra o crime e podem ajudar, também, os policiais a fazerem melhor seu trabalho. A prioridade, de acordo com os especialistas, reside em “colocar a tecnologia a serviço da busca de evidências para uma tomada de decisões confiáveis”, segundo o Relatório do Programa de Estado de Peter D. Bell e do Banco Interamericano de Desenvolvimento, intitulado A transformação policial para 2030 América Latina, publicado em 2018.

Sendo assim, não se trata apenas de obter dados confiáveis, mas também de seu próprio gerenciamento, da análise inteligente para a antecipação do crime e seu uso para a administração da justiça, da cadeia de custódia e do acesso da cidadania, em seu sentido mais amplo, às informações.

A informação de segurança gerada e processada pelas forças de segurança pública é sensível e deve ser cuidada com protocolos efetivos de segurança para preservar sua integridade, destino e um controle adequado, não apenas por exigências institucionais, mas também pela manutenção da segurança das vítimas, testemunhas e do público em geral. Por isso, os sistemas e dispositivos a serem utilizados devem operar sob o mesmo pressuposto de inviolabilidade da evidência capturada.

Em termos de inovação, há múltiplas tecnologias que ajudam no gerenciamento da evidência policial, entre as quais: drones para patrulhamento, software preditivo, sistemas de vídeo segurança e autoaprendizagem, reconhecimento facial, inteligência artificial para centros de comando e wearables de segurança pública como câmeras acopladas ao corpo (bodycam), óculos ou lentes inteligentes, para dar apenas alguns exemplos.

De acordo com a experiência da Motorola Solutions, as soluções de câmeras acopladas ao corpo passaram rapidamente a ser uma ferramenta predominante para a captura de evidência digital, pois protegem os policiais e os cidadãos. Proporcionando múltiplos benefícios ao serem ergonômicas e permitir aos oficiais se deslocarem livremente, manter comunicações seguras via rádio, com uma câmera de vídeo e microfones integrados em um único dispositivo, bem como acesso a consultas, graças a um software especializado que, por sua vez, está conectado com o Centro de Comando e Controle para solicitar apoio.

Desse modo, o conteúdo (voz, dados, imagens ou vídeo) de um determinado caso é registrado pelo Centro de Comando e Controle, enquanto tudo o que estiver ocorrendo é vigiado com transparência e responsabilidade.

Graças à documentação de eventos em tempo real, as câmeras acopladas ao corpo melhoram os níveis do serviço e geram confiança na comunidade, proporcionando outro “par de olhos” para fazer com que a lei seja cumprida. Ao mesmo tempo, possibilitam uma capacitação policial mais aprimorada e o compartilhamento de melhores práticas.

Os resultados obtidos com o uso deste tipo de soluções demonstram os benefícios apontados: por exemplo, em um importante fórum de investigação para líderes policiais nos EUA, as agências confirmaram que já sentem o benefício dos sistemas de câmeras acopladas ao corpo, com a redução significativa nos custos de litígios. 80% dos policiais disseram que este tipo de câmera lhes permite melhorar a qualidade da evidência obtida, cerca de 90% dos postos policiais registraram uma queda no número de denúncias apresentadas contra seus agentes e mais de 70% dos cidadãos afirmaram que as câmeras trouxeram benefícios durante seus encontros com os oficiais.

As novas tecnologias, em especial aquelas dirigidas ao gerenciamento da evidência, podem tornar-se um elemento de grande valia para elevar a confiança do público nas instituições de segurança pública, permitindo uma operação mais segura e transparente para a construção de cidades mais seguras.

*Por Elton Borgonovo, presidente da Motorola Solutions no Brasil

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail