Home > Notícias

Gamificação vira tendência na gestão do RH

Fabiana Rolfini

29/11/2017 às 11h00

painel gamificação
Foto:

Para fugir de uma gestão de RH burocrática e conseguir motivar seus colaboradores, muitas empresas têm investido na gamificação, ou seja, aplicam elementos de jogos em processos e atividades rotineiras. A estratégia visa aumentar os desafios para os funcionários, mas fazendo com que as tarefas se tornem mais prazerosas e motivadoras.

Hoje, com o mercado de trabalho formado por 50% de profissionais da chamada Geração Y, também conhecida como Millennials, de pessoas que querem participar e serem ouvidas, faz total sentido investir nessa iniciativa. No entanto, é preciso ter uma estratégia planejada e adequada para criar uma solução de gamificação nas empresas, conforme ressaltou Winston Petty, fundador da empresa de gamificação NextLevel.

O executivo participou na terça-feira (28) da primeira edição do TAQE TRENDS, evento promovido pelo TAQE, app de emprego e formação profissional voltado a jovens, que usa a gamificação em aulas e testes oferecidos aos 80 mil de usuários. Segundo Petty, utilizar elementos de jogos aleatoriamente, sem planejamento, não dá certo.

“Alguns pontos essenciais para criar uma solução de gamificação eficaz incluem mapear o perfil dos jogadores e estimular a interação entre eles; criar conteúdos curtos; dar feedbacks imediatos; além de aplicar um recurso de métricas para visualizar os resultados”, comentou durante sua apresentação.

Cases de gamificação

Com o desafio de mudar a cultura de sua área de vendas, composta por 808 pessoas, a Hypermarcas, empresa de produtos farmacêuticos, apostou na gamificação como uma estratégia diferenciada para modificar o comportamento do vendedor, que é resistente à mudanças. Com a ajuda da NextLevel, a companhia desenvolveu o Hyperselling Game, aplicativo de treinamento exclusivo para seus colaboradores.

“O app tem um layout como o de um gibi e oferece diversas funcionalidades tais como um quiz com questões dissertativas e de múltipla escolha, um simulador de negócios para tomada de decisão, bonificações e até um ranking com os jogadores que tiveram melhores resultados”, detalhou André Rios, gerente executivo de treinamento da Hypermarcas.

Segundo ele, os resultados, como era esperado, foram satisfatórios. Uma pesquisa realizada em junho com 90% do time de vendas da empresa revelou altos índices de aprovação da ferramenta: 84% dos funcionários acharam o app fácil e intuitivo; 67% afirmaram que se divertem com o Hyperselling Game e 54% acreditam que seu desempenho com clientes melhorou com o jogo.

Durante o evento também foi apresentado o case de sucesso da Comgás, que com auxílio da Insight Company, consultoria que elabora projetos de desenvolvimento corporativo, criou diversas soluções de storytelling e gamificação para estimular seus colaboradores. Uma das iniciativas foi o desenvolvimento, neste ano, de um game em forma de app para tomada de decisão. “Como resultados tivemos queda no número de incidentes com os funcionários, grande adesão e maior identificação de GAPs de conteúdo”, declarou Tatiana Duhovni, coordenadora de saúde, segurança e meio ambiente da Comgás.

Outra estratégia motivadora, realizada há mais tempo, é o Dia da Segurança. Promovido duas vezes ao ano, o evento oferece treinamento para 100% da empresa com conteúdos técnicos e comportamentais envolvendo temas de segurança no trabalho. Tudo isso de forma lúdica, através do storytelling — uso de recursos audiovisuais para contar histórias.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail