Home > Notícias

Gastos mundiais com sistemas de AI saltarão mais de 50% em 2018

Estimativas da IDC indicam que mercado movimentará mais de US$ 19 bilhões somente neste ano

Redação

26/03/2018 às 8h56

Foto:

Os investimentos mundiais com inteligência artificial e sistemas cognitivos chegarão a US$ 19,1 bilhões em 2018, aumento de 54,2% em relação ao valor gasto em 2017. Com indústrias investindo agressivamente em projetos que usam capacidades cognitivas e de AI, a IDC indica que os gastos poderão chegar a US$ 52,2 bilhões em 2021 e alcançar uma taxa de crescimento anual composta (CAGR, na sigla em inglês) de 46,2% no período de 2016-2021.

David Schubmehl, diretor de pesquisa na área da IDC, alerta que o crescimento se deve ao interesse e à conscientização sobre o uso da tecnologia. Pelas estimativas da consultoria, até 2019, 40% das iniciativas de transformação digital usarão serviços de inteligência artificial e até 2021, 75% dos aplicativos corporativos usarão AI.

O varejo ultrapassará o setor bancário em 2018 para se tornar o líder em termos de gastos cognitivos/inteligência artificial. As empresas de varejo investirão US$ 3,4 bilhões este ano em uma série de casos de uso de inteligência artificial, incluindo agentes automatizados de atendimento ao cliente, consultores especializados em compras e recomendações de produtos, e merchandising para operações omni-channel.

Grande parte dos US$ 3,3 bilhões gastos pelo setor bancário irá para sistemas automatizados de inteligência e prevenção de ameaças, análise e investigação de fraudes, e consultores de programas e sistemas de recomendação.

A manufatura discreta será a terceira maior indústria de gastos em IA, com US$ 2 bilhões indo em direção a uma série de casos de uso, incluindo sistemas automatizados de manutenção preventiva e investigação e recomendação de gerenciamento de qualidade. A quarta maior indústria, a de provedores de assistência médica, alocará a maior parte do investimento de US$ 1,7 bilhão em sistemas de diagnóstico e tratamento.

Segundo a IDC, os casos de uso que apresentarão o crescimento mais rápido dos gastos no período de previsão 2016-2021 são: segurança pública e resposta a emergências (75,4%), pesquisa e descoberta farmacêutica (70,5%) e consultoria especializada em compras e recomendações de produtos (67,3%).

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail