Home > Notícias

Gerente de inovação da Bayer transforma cultura centenária da empresa

Há 14 anos na empresa, a também Embaixadora de Inovação Corporativa da Bayer, Camila Navarro, conta sua trajetória de sucesso

Fabiana Rolfini

08/03/2018 às 9h15

Foto:

Quando ingressou na Bayer Brasil em 2004, a atual gerente de Digital e Inovação e Embaixadora de Inovação Corporativa do grupo alemão de remédios e agroquímicos, Camila Navarro, assinou um contrato de apenas seis meses para atuar como analista de sistemas da companhia.

No entanto, seu desempenho na empresa lhe rendeu muito mais que apenas um semestre de trabalho. Com o fim do contrato, a executiva logo conseguiu uma vaga efetiva como analista de negócios e, a partir de então, teve a oportunidade de evoluir, na Bayer, sempre apoiada ao plano de carreira.

O crescimento foi gradual, passando por uma oportunidade de trabalhar por seis meses na Bayer em Berlim, na Alemanha; um cargo de coordenação, bem como a chance de atuar como gestora interina de outra área, durante outro semestre. Durante essa jornada, Camila pode aprofundar seus conhecimentos nos mais variados processos, de diferentes áreas de negócios da empresa, assim como gerenciar diversos projetos de TI.

“Acredito que meu crescimento na Bayer tenha sido consequência da paixão que tenho pelo meu trabalho. Estou sempre disposta a encarar novos desafios”, avalia a gerente. Formada em Engenharia da Computação, na UMESP - Universidade Metodista de São Paulo, Camila também possui MBA em Gestão Empresarial, pela Fundação Getúlio Vargas - FGV. Antes de ingressar na Bayer, a executiva trabalhou por quatro anos na EDS - Electronic Data Systems, onde estagiou e foi efetivada como analista técnica de suporte.

Camila ressalta, ainda, a importância da mentoria de gestores e executivos da empresa, que têm acompanhado sua carreira no decorrer desses 14 anos, bem como a dedicação aos estudos. “É essencial aprender coisas novas e buscar capacitação constante, assim como se conectar e aprender com pessoas de diferentes áreas, setores e empresas”, acrescenta.

Transformação cultural

Nos quase 15 anos de Bayer, Camila conta que sua principal conquista como profissional foi a oportunidade de criar e estabelecer uma nova área para fomentar a inovação além de P&D e liderar essa transformação cultural em uma empresa centenária.

“A área não existia, então um dos principais desafios, além da sua criação, foi fomentar o engajamento de uma empresa inteira. Quando se cria uma área do zero, você não tem total visibilidade quanto aos desafios que terá que superar. É uma questão de coragem, iniciativa (atitude), esforço e otimismo, você tem de acreditar no propósito e que aquilo vai acontecer”, conta.

Camila conseguiu criar na Bayer Brasil uma rede de colaboradores conectada ao tema da inovação corporativa. Ela é formada por colaboradores de diversas áreas que são treinados para se tornarem coaches de inovação na companhia, sendo uma responsabilidade complementar a sua função. Atualmente, são mais de 40 profissionais conectados à essa rede no Brasil (sendo quase 700 no mundo), colaborando diariamente por meio do fomento ao uso das diferentes plataformas de inovação e atuando como facilitadores de metodologias de inovação.

Desafios e oportunidades

Ao contrário da maioria das mulheres, Camila diz nunca ter sofrido qualquer tipo de preconceito por atuar em uma área predominantemente masculina. Para ela, de maneira geral, a maioria das empresas já entende que a inovação precisa permear todas as áreas e pessoas, indo além da pesquisa e desenvolvimento, buscando também a inovação em processos, serviços e modelos de negócios.

“Organizações precisam investir em inovação e se preparar para essa nova realidade. Quem não investir provavelmente vai ficar para trás, tanto os profissionais, como as empresas e os seus negócios. É um caminho sem volta”, comenta.

Camila ressalta ainda que a velocidade das mudanças no mercado é acelerada e, por isso, quem atua ou irá iniciar carreira no ramo precisa acompanhar as tendências de mercado. Para ela, as especializações na área também são fundamentais, visto que o aprendizado precisa ser constante para se destacar.

“Acredito que é importante fazer uma reflexão sobre o que te move e se conectar com um propósito. Isso nos dá alegria e motivação, e impulsiona bons resultados no trabalho”, avalia, acrescentando que as pessoas não podem ter medo de arriscar. “Ao seguir carreira nessa área, será necessário aceitar projetos desafiadores, mas o resultado será compensador e valerá a pena.”

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail