Home > Notícias

Grupo Boticário e McLaren mergulham na transformação digital

Empresas estiveram presentes em evento da Dell Technologies e contaram desafios e benefícios dessa jornada

29/08/2018 às 9h14

Foto:

Inovação é um imperativo, sentenciou Luis Gonçalves, vice-presidente sênior da Dell EMC Brasil Commercial, na abertura do Dell Technologies Forum, realizado em São Paulo. E a prova de que inovar é fundamental são os próprios clientes da empresa.

Karen McElhatton, CIO da McLaren, afirmou que nos últimos anos a escuderia tem investido pesado na inovação e na transformação digital. Em fevereiro de 2018, a equipe de automobilismo anunciou parceria com a Dell Technologies para o uso de soluções tecnológicas para modernização da TI e melhorias no suporte ao design e fabricação, operação de pista, telemetria, ecossistemas críticos de segurança, armazenamento de dados e simuladores de pilotagem.

De acordo com ela, um dos segredos do sucesso da companhia tem sido o uso inteligente dos dados, pautada em soluções fornecidas pela Dell Technologies, e que garantem rápida tomada de decisões dentro e fora das pistas de Fórmula 1. “Graças à parceria com a Dell conseguimos transformar dados em informações estratégicas em milissegundos”, afirmou Karen.

O aprendizado baseado em dados fez a McLaren extrapolar as barreiras da Formula 1 e aplicar insights na indústria de saúde. As crianças do Hospital Birmingham Children’s Hospital, nos Estados Unidos, se tornaram as primeiras do mundo a serem monitoradas usando a mesma tecnologia desenvolvida pela equipe de Fórmula 1 da McLaren para seus pilotos.

O projeto do Indicador de Deterioração Adaptável e Preditivo em Tempo Real (Rapid) registra continuamente a frequência cardíaca, a taxa de respiração e os níveis de oxigênio, para fornecer sinais de alerta precoces dos problemas dos pacientes.

Transformação digital necessária

O Grupo Boticário, que conta com 4 mil lojas no Brasil, atuação nacional, na Colômbia e Portugal, está sempre em busca da inovação. “A Dell é um parceiro que, de fato, tem nos ajudado na nossa transformação”, disse Fernando Almeida, líder de infraestrutura de data center no Grupo O Boticário.

Ele lembrou que a transformação não é apenas migrar para a nuvem. Vai muito além. “Não podemos deixar que a moda nos confunda. A transformação digital é uma mudança de processos e de mentalidade”, sentenciou.

Almeida reiterou que a transformação nunca acaba para o Boticário e tem várias frentes. Uma delas, contou, foi a mudança do parque SAP. Antes, a empresa mantinha 48 servidores para Hana BW. “Com a Dell, consolidamos para 12 servidores, com 50% a mais de performance e escalabilidade, ajudando a melhorar nossos processos e entregas.” Outro paradigma quebrado por Almeida e seu time foi a troca do parque de storages. A empresa substituiu 35 hacks por 12 hacks.

A agilidade foi a demanda premente que fez com o Boticário acelerasse sua transformação nos últimos dois anos. “Mostramos às áreas de negócios a agilidade que teríamos com a atualização tecnológica”, reiterou ele.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail