Home > Colunas

Indústria 4.0: como se preparar?

A indústria 4.0 é a chamada revolução das tecnologias digitais que está promovendo mudanças dentro das organizações.

*Alceu Cardoso

06/09/2019 às 20h51

Foto: Shutterstock

A indústria 4.0 é a chamada revolução das tecnologias digitais que está promovendo mudanças dentro das organizações. Basicamente, ela se apoia em três pilares: internet das coisas, big data e segurança digital. A internet das coisas é aquela que promove conexão entre objetos físicos, formando uma rede de processamento; o big data consiste em uma estrutura complexa e extensa composta por dados que ajudam a entender o mercado, mas que só podem ser acessados por uma máquina; e a segurança digital é o que promove a segurança e a proteção dos dados virtuais.

A indústria 4.0, atualmente, tem características importantes que se destacam e fazem com que mais empresas tenham aderência à transformação, sendo: informação cada vez mais ágil, por meio da praticidade e velocidade da internet; formas inovadoras de lidar com problemas, graças aos inúmeros recursos à disposição; descentralização de processos, permitindo que decisões sejam tomadas sem que o gerente permita; respostas rápidas e eficazes ao mercado; e virtualização de ambientes.

Diante disso, é necessário que as empresas estejam prontas para receber a indústria 4.0 e se preparem para as mudanças que irão ocorrer. Isso pode ser feito por meio de planejamento e priorização; foco na coleta e no uso de dados; de uma mudança na forma de enxergar os recursos humanos; de uma equipe com múltiplos pontos de vista; de pesquisas constantes para fomentar o desenvolvimento; e de cursos de capacitação.

O primeiro passo para aderir à indústria 4.0 é ter um planejamento definido, pois as mudanças promovidas precisam de investimentos tecnológicos; no entanto, mais do que investir, é importante direcionar os recursos para as tecnologias certas, não sendo necessário, portanto, trocar todo o maquinário e realizar demissões em massa. Além disso, vale ressaltar que a indústria 4.0 utiliza tecnologia para coletar, organizar e transformar dados em inteligência e vantagem competitiva, sendo relevante focar em ferramentas que realizem essas funções.

Posteriormente, é preciso ter uma equipe com múltiplos pontos de vista para lidar com as mudanças da indústria 4.0, visto que elas são movidas por flexibilidade em vez de regularidade. Com uma equipe diversificada, o mesmo problema ganha diversos pontos de vistas e, consequentemente, soluções novas para serem implantadas. Ainda, graças à flexibilidade proporcionada pelas transformações da indústria 4.0, ficou mais fácil acompanhar métricas e fazer pesquisas para fomentar o desenvolvimento da empresa.

Entretanto, com tantas mudanças, falta mão de obra capacitada para executar algumas atividades, ou seja, as organizações precisam estar prontas para investir na formação de seus funcionários. Neste caso, podem ser considerados tanto cursos de pós-graduação quanto cursos técnicos voltados para as práticas do aprendizado obtido.

Por fim, para aplicar a indústria 4.0 e obter seus resultados, pode-se estruturar um projeto piloto, avaliá-lo, estipular os próximos passos, encontrar soluções de produtos e serviços, analisar os dados a todo momento e, assim, promover a cultura digital que possibilitará implementar todas as transformações da revolução tecnológica que as organizações vivem hoje.

*Por Alceu Cardoso, diretor de TI na Faktory Softwares

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail