Home > Notícias

Inteligência Artificial prioriza casos graves no sistema público de saúde

A marca de 100 mil pacientes, atingida pela FIDI, é graças a parceria com a startup israelense Aidoc

Redação

16/12/2019 às 14h18

Foto: Shutterstock

Uma solução baseada em Inteligência Artificial (IA), criada em parceria entre a Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (FIDI) e a Aidoc, já atendeu 100 mil pacientes. A adoção da tecnologia visa acelerar o tratamento de situações críticas.

Esta é a primeira solução de IA da Aidoc aplicada no setor público de saúde. A Aidoc é uma startup israelense com foco em IA para radiologia. Ela é responsável por criar soluções que identificam condições urgentes e com risco de vida nas tomografias computadorizadas.

Assim, ela consegue selecionar os casos urgentes para que os pacientes sejam mais rapidamente diagnosticados por um médico radiologista.

A FIDI, por sua vez, é a maior empresa de diagnóstico por imagem que atende o sistema público de saúde brasileiro. A organização, fundada em 1985, opera em 82 municípios de São Paulo e Goiás em mais de 10 hospitais. Ela conta com cerca de 2.500 colaboradores, sendo mais de 500 médicos, e analisa mais de 250 mil imagens de exames mensalmente.

Com a solução da Aidoc, a FIDI pode sinalizar condições críticas de risco de vida que precisam de tratamento imediato. Entre elas, a empresa destaca a rápida detecção de hemorragia intracraniana, fratura da coluna cervical e embolia pulmonar.

Uma relação de hospitais que que usam a tecnologia, todos de Goiás, foi enviada pela assessoria de imprensa da FIDI:

  • Hospital Geral de Goiânia (HGG);
  • Hospital Estadual de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz (HUGO);
  • Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (HUGOL).

A Aidoc, trabalhando ao lado dos radiologistas, pode priorizar esses pacientes para um diagnóstico imediato. Em casos mais urgentes, o laudo pode ser dado em apenas alguns minutos.

Igor Santos, coordenador de inovação da FIDI, diz que a missão da empresa é "melhorar o atendimento no sistema público de saúde da maneira mais efetiva e econômica".

A parceria, como explica Igor, auxilia a FIDI "a encontrar condições urgentes mais rapidamente, garantindo que os pacientes em situações críticas sejam tratados o mais rápido possível". A empresa atua tanto nos centros hospitalares quanto em clínicas regionais menores.

Com isto, a Aidoc também expande sua estratégia global para mais países; agora, a solução de IA da empresa atua clinicamente em cinco continentes.

"Estamos muito satisfeitos com o trabalho em parceria com a FIDI para transformar a qualidade dos serviços de radiologia do sistema público de saúde brasileiro", diz Tom Valent, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da Aidoc.

*Atualizada em 16/12/2019 às 17h11 com relação de hospitais que utilizam a tecnologia.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail