Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:


Outsourcing é uma questão de lógica

Por Constantino Iliadis*

em Produtos e Serviços

1 semana atrás

A correta escolha do prestador de serviços dá tranquilidade para que você direcione seu tempo e esforços para o negócio e, assim, trilhar o caminho para a competitividade

A corrida do ouro está cada vez mais acirrada no mundo todo e, seja no Brasil, Estados Unidos ou qualquer canto do planeta, ela passa pela competitividade e capacidade de ganhar mercado. Para conquistar o seu quinhão você precisa ter tempo para elaborar táticas comerciais e se dedicar inteiramente ao negócio. Um número cada vez maior de CEOs e CIOs têm se conscientizado de que o outsourcing – terceirizar a gestão da área de TI para um parceiro especializado – é a iniciativa mais adequada para que possam se debruçar em ações que viabilizem a conquista de novos clientes e o aumento de sua produção.

Esta conscientização pode ser medida pelo crescimento do mercado de outsourcing de TI em toda a América Latina que, em 2018, deverá ser de US$ 13,6 bilhões. A pesquisa da Frost & Sullivan, realizada em julho último revela, também, que as empresas da região estão mudando o foco dos gastos em tecnologia para otimizar o uso de aceleradores de transformação digital e melhorar seus negócios.

O estudo aponta que a receita do mercado de nuvem pública na América Latina alcançará US$ 3,9 bilhões e que o número de serviços gerenciados em nuvem e provedores de múltiplas nuvens continuará a aumentar, resultando em novas parcerias. Outro dado importante é que o mercado de serviços gerenciados de segurança chegará, ainda em 2018, a US$ 620,9 milhões. Neste contexto, o Brasil tem apresentado crescimento exponencial perante o mercado global, e que tem toda a infraestrutura para se tornar um hub para a América Latina neste tipo de oferta.

Em um cenário cada vez mais disruptivo, onde as organizações necessitam se adequar às novas tecnologias e à transformação digital para se manterem competitivas, a gestão e operação da infraestrutura e o seu correto dimensionamento se mostram num caminho complexo para ser feito internamente. Portanto, analistas de mercado apontam que contratar uma empresa externa é o mais viável.

Terceirizar tanto a infraestrutura de TI quanto sua operação traz diversos benefícios, mas, para que o investimento tenha o retorno almejado, é importante que você saiba o que cobrar de um prestador de serviço a ser contratado. Como a TI está cada vez mais próxima das áreas de negócio é necessário muito cuidado na hora de escolher o parceiro, pois há reflexo direto no produto final das organizações. Saiba que uma empresa integradora de serviços competente deve apresentar valores agregados, como consultoria, implementação e suporte. Um modelo de negócio diferenciado e personalizado de outsourcing de TI, destaca-se pela flexibilidade da oferta.

Ao contratar um prestador de serviço de TI capacitado, idôneo e capaz de cuidar da infraestrutura do cliente, absorvendo todos os requisitos e as funcionalidades tecnológicas, você obterá inúmeros ganhos. Além do foco no negócio, sua empresa perceberá uma considerável redução nos custos de manutenção e de pessoal; inovação; agilidade no atendimento da demanda e suporte qualificado.

Porém, é preciso acertar na escolha. Cheque se seu futuro contratado cuida de todos os processos e investigue se construiu sua reputação entregando o que está descrito no contrato, cumprindo os acordos de níveis de serviços (Service Level Agreement – SLA). É fundamental que ele destine uma equipe qualificada para o suporte técnico ininterrupto.

Converse bastante com cada prestador de serviços licitado para identificar a capacidade de gerar valor, oferecer a melhor solução e acompanhar os processos. Também é muito importante avaliar o conhecimento tecnológico. Ateste o domínio quanto à arquitetura híbrida, a correta utilização das clouds públicas ou privadas e a capacidade de gerenciar ativos tecnológicos.

A excelência neste tipo de prestação de serviços proporciona oferta personalizada da arquitetura de TI e aumenta as possibilidades de escala, além de melhor custo x benefício. Promove e oferece, ainda, toda a infraestrutura parametrizada de acordo com a necessidade da empresa.

Outro quesito a se ressaltar é a consultoria. Certifique-se de que ele tem acuidade ao realizar o diagnóstico e a identificação das necessidades, e se considera, ainda, a maturidade tecnológica e o setor de atuação, para uma entrega sob medida.

Em suma, busque uma empresa de outsourcing de TI com atendimento personalizado, preço justo, consultoria, implementação, segurança e suporte competentes e de qualidade.

*Constantino Iliadis é sócio e vice-presidente de parcerias estratégicas da Think About It


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail