Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:


Suse e Microsoft colaboram em kernel Linux enterprise otimizado para Azure

Por Allyne Pires da SUSE

em Mercado

2 meses atrás

Núcleo do SUSE Linux Enterprise 15 ajustado para Microsoft Azure aumenta eficiência do cliente, permitindo acesso mais ágil aos novos recursos do Azure

A Suse, empresa de software open source, anunciou a disponibilidade do primeiro kernel Linux enterprise, desenvolvido sob medida para o Microsoft Azure. As instâncias on-demand do Suse Linux Enterprise Server (SLES) 15 agora são executadas em um kernel personalizado para cargas de trabalho no Microsoft Azure, proporcionando desempenho aprimorado e inicialização mais rápida, além de redução no espaço ocupado na memória.

O kernel otimizado para o Azure permite acesso mais rápido aos novos e futuros recursos do Azure, ajustado para os clientes serem mais ágeis. Com objetivo de gerenciar complexidade, reduzir custos e fornecer serviços essenciais aos negócios que potencializam a transformação digital dos clientes, a Suse está trabalhando com a Microsoft e outros parceiros.

“A colaboração da Suse com a Microsoft se baseia em atender às necessidades em constante evolução dos clientes, permitindo inovações e minimizando a interrupção de seus negócios”, afirma Gerald Pfeifer, vice-presidente de Produtos e Programas de Tecnologia da Suse. “Os usuários da nuvem pública otimizada do SLES para Azure são um resultado direto da abordagem ‘open’ open source da Suse, que busca resolver os desafios reais do cliente.”

“Trabalhamos intimamente com a Suse, para garantir que os clientes que usem o SLES tenham uma experiência de primeira classe com o Microsoft Azure. O novo kernel ajustado ao Azure permite que estes clientes aproveitem rapidamente os novos serviços do Azure, como o Accelerated Networking com SR-IOV, Write Accelerator e outras funcionalidades, alinhadas ao ciclo de lançamento da equipe de engenharia do Azure”, comenta KY Srinivasan, Gerente geral do Enterprise Open Source Group na Microsoft Corp.

Os clientes podem esperar que o Suse Linux Enterprise Server 15 tenha benefícios de desempenho mensuráveis, incluindo uma rede com um rendimento potencialmente 25% mais rápida e uma redução de 23% na latência média. Por padrão, as instâncias do SLES 15 no Azure serão executadas nesse kernel personalizado, embora os clientes tenham a flexibilidade de alternar facilmente para o kernel padrão usando o gerenciador de pacotes Zypper.

Além do núcleo otimizado, os clientes que utilizam o SLES no Azure se beneficiam de várias ferramentas e recursos para implantações nativas da nuvem, que fazem parte do Suse Public Cloud Module, como a capacidade de gerenciar recursos do Azure por meio de prompt de comando do Linux.

O SUSE Linux Enterprise Server com o núcleo ajustado do Microsoft Azure já se encontra disponível no Azure Marketplace, com preços e suporte padrão.


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail