Home > Notícias

Não há emprego para você na sua cidade? Considere mudar de estado

10/07/2014 às 12h19

Não há emprego para você na sua cidade? Considere mudar de estado
Foto:

A projeção para abertura de vagas na área de TI neste ano é maior que a de formados previstos para o período: 78 mil posições de trabalho para 45 mil profissionais formados, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). E se ainda assim você tem dificuldade de encontrar uma delas na sua cidade, o erro pode estar na sua cidade – a distribuição delas é desigual.

Enquanto em São Paulo a projeção de novas vagas é de 50 mil, serão apenas 15 mil formados. Em contrapartida, temos, na Bahia, cerca de 1.300 graduados contra projeção de 800 vagas. Neste cenário, a saída para profissionais encontrarem vagas ou até mesmo para empresas encontrarem mão de obra qualificada pode estar na mudança de estado.

Essa realidade faz com que empresas abram sucursais, laboratórios e afins em determinadas localidades. É o caso da empresa francesa de serviços de TI Atos, que até dois anos atrás mantinha escritórios em São Paulo e Rio de Janeiro. Para abrir um centro de operações em uma expansão, contudo, a cidade escolhida foi Londrina, no Paraná – justamente para absorver novos talentos. “Avaliamos muitos pontos na escolha da nova cidade-sede da Atos no Brasil e, sem dúvidas, o número de graduandos nos cursos de TI foi um fator de peso na escolha”, conta o diretor de operações da Atos, Felipe Trevisi. E o centro possui ainda 46 posições abertas, nas áreas de Telecomunicações, Segurança, SAP, Servidores, Banco de Dados, Telefonia, Redes, Suporte e Monitoring.

No Paraná, a projeção de 2010 era de 2 mil vagas em TI, sendo que o número de profissionais se formando chegava a 1.900. Para 2014, a Brasscom projeta 2 mil formados para 5 mil vagas, ou seja, o estado enfrenta uma crescente na demanda.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail