Home > Notícias

Número de ATMs fraudados nos Estados Unidos aumenta 546% em 2015

30/05/2016 às 10h49

Número de ATMs fraudados nos Estados Unidos aumenta 546% em 2015
Foto:

O número de caixas eletrônicos (ATMs) fraudados por criminosos nos Estados Unidos aumentou 546% em 2015. O número é comparado ao registrado para 2014, de acordo com levantamento realizado pela FICO. Ainda de acordo com a empresa, esse número foi o maior já registrado pela solução Card Alert Service, que monitora milhares de ATMs no país.
O levantamento aponta que caixas eletrônicos localizados fora das agências bancárias, como lojas de conveniência, apareceram como alvos principais de ataques - o número de máquinas danificadas foi dez vezes maior com o identificado em 2014.
A empresa também informou que os danos aos ATMs estavam ocorrendo em menos dias. A duração média de um caixa eletrônico danificado diminuiu de 36 dias em 2014 para 14 dias em 2015, e a média de cartões afetados caiu pela metade.
De acordo com TJ Horan, vice-presidente de Soluções de Fraudes da FICO, os criminosos estão adotando uma abordagem rápida para roubos em ATMs e fraudes no cartão. “Eles estão acelerando para tornar mais difícil aos bancos reagir e eliminar fraudes. Eles miram os ATMs fora dos bancos, pois são mais vulneráveis – em 2015, foram responsáveis por 60% de todas as fraudes, acima dos 39% de 2014”, completa.
As fraudes nos caixas eletrônicos também se espalharam pelos Estados Unidos em 2015, enquanto as registradas em 2014 foram concentradas nas grandes cidades da Costa Leste e Oeste. O executivo diz que os responsáveis pelos ATMs precisam aumentar a frequência das inspeções, olhando cuidadosamente para detectar qualquer sinal de adulteração. “Para proteger-se desse tipo de fraude, o titular do cartão deve ser mais cuidadoso”, aconselha Horan.
A empresa sugere algumas formas de se prevenir: 
- Se um ATM parecer estranho ou se o cartão não entrar na máquina de forma suave, considere ir para outro lugar;
- Entre em contato com o emissor do cartão se concluir uma transação e suspeitar que o cartão ou senha tenham sido fraudados;
- Verifique as transações do cartão com frequência, utilizando canais on-line e extrato mensal;
- Pergunte ao emissor do cartão se ele oferece alertas via SMS ou e-mail caso haja uma atividade suspeita nas transações;
- Atualize endereço e informações do celular para cada cartão que tiver, de modo que possa ser encontrado em uma situação crítica que exija atenção imediata.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail