Home > Notícias

O crescente impacto energético das nuvens e data centers no mundo

Aumento da quantidade de dados circulando pela web exigirá uma infraestrutura que consumirá 20% da energia produzida no planeta.

Ana Gabriela De Callis

23/09/2019 às 15h19

IT Forum X 2019 - Luiz Carlos Rusilo
Foto:

As grandes revoluções da história promovem transformações significativas e necessárias para transportar as sociedades ao futuro. A mudança de era é marcada por transições de processos, aumento de eficiência, substituições de formas de trabalho, relacionamento e consumo de recursos naturais.

A Revolução Industrial, por exemplo, substituiu o trabalho manual pelo realizado por máquinas, promoveu crescimento econômico e mudou a forma de consumir energia. E apesar de desenvolvimento, a nova estrutura trouxe impactos ao meio ambiente. Agora, a história se repete e a sociedade surfa as grandes ondas da Revolução Digital.

Vivemos a era da informação e cada vez mais a tecnologia transformará a vida das pessoas. Inteligência artificial, smart cities, indústria 4.0 e internet das coisas mudam a forma de trabalhar, consumir, relacionar e viver.

Diante desse cenário, a IDC prevê um aumento expressivo na quantidade de dados produzidos no mundo e segundo eles, testemunharemos um crescimento de 33 zettabytes em 2019, para 175 zettabytes até 2025. Agravando essa realidade, de acordo com pesquisa realizada por Andres Andrae e publicada pela Climate Home News, tamanho salto tecnológico, exigirá uma infraestrutura que consumirá 20% da energia produzida no planeta.

Isso traz à tona uma questão ambiental e de consumo de energia preocupante, perante a qual a indústria não poderá fechar os olhos e precisará agir para mitigar impactos. O eufemismo da Revolução Digital precisará ser revelado e encarado de frente.

As “novas fábricas” do século XXI precisarão se reinventar mais uma vez. Pensar e desenvolver soluções, processos e modelos de negócio inovadores precisão ser tão relevantes quanto propor alternativas de devolver ao planeta o que dele for consumido.

Para falar sobre o assunto o IT Forum X recebe Eduardo Marini, CEO da Green4T. Marini é também cofundador da empresa, advogado e gestor por formação, empreendedor e apaixonado por tecnologia.

O palestrante possui experiência em investir em empresas e gerir equipes de alto potencial. Desde 2012, dedica-se ao setor de infraestrutura de TI. Antes de fundar a Green4T, foi vice-presidente do fundo de Private Equity General Atlantic na América Latina e coCEO da Aceco TI. É formado em direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, e mestre em administração de empresas pela Universidade de Yale nos Estados Unidos.

Participe da palestra no dia 16/10, das 15h45 às 16h15, e entenda mais sobre esse eufemismo da revolução digital. Saiba mais no vídeo abaixo:

Você pode conferir a programação completa do IT Forum X e comprar seu ingresso nesse link.

 

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail