Home > Notícias

Radix promove gestão para estimular lado empreendedor do funcionário

08/02/2016 às 10h35

Radix promove gestão para estimular lado empreendedor do funcionário
Foto:

Não foi o salário acima da média do mercado ou o bom plano de saúde que fizeram com que a Radix se classificasse na nona posição do ranking das Melhores Empresas para Trabalhar em TI 2015. Na opinião do CEO da companhia, Luiz Rubião, são três os fatores que definem sua estratégia de gestão de pessoas e que são os principais diferenciais da companhia: desenvolvimento, transparência e crescimento.

>> Quer ver a sua empresa no ranking das 100 Melhores para Trabalhar em TI 2016? Inscreva-se aqui

O primeiro item está relacionado com desenvolver a capacidade de empreender de cada colaborador. “A ideia é que o funcionário se sinta um pouco dono da empresa. Ele tem um projeto na mão e tem de trabalhar para que ele gere outros serviços”, conta Rubião, complementando que a ideia não é cultivar funcionários passivos, que chegam pela manhã, pedem tarefas, as completam e vão embora ao final do dia. “Queremos que as pessoas participem. Se está todo mundo do mesmo lado, jogando no mesmo time, você consegue tirar o melhor de cada um”, afirma.

O segundo elemento é a postura de “jogo aberto” que a empresa adota quando o assunto é a crise. “Procuramos sempre ter uma comunicação franca e direta com nossos funcionários, para envolvê-los e mostrar que eles podem fazer parte da solução”, explica o CEO. “Assim, nossos colaboradores podem contar com o fato de que não terão surpresas desagradáveis de uma hora para a outra”, complementa.

Por fim, mas não menos importante, há os investimentos que a empresa faz com relação ao crescimento profissional dos funcionários com treinamentos, cursos e parcerias com universidades - peça considerada fundamental para o crescimento da empresa e que gera oportunidades de identificar e reter talentos para estágios e, posteriormente, contratações.

Para se ter uma ideia da importância que esses programas representam para a empresa, cerca de 10% da força de trabalho é composta por estagiários e 22% dos 332 colaboradores possuem menos de 25 anos.Além de investimentos em cursos dentro e fora da companhia - e até mesmo no exterior - a Radix está desenvolvendo um edital de projetos acadêmicos como parte do Programa de Responsabilidade Socioambiental, com o objetivo de identificar alunos que realizam projetos de inovação tecnológica. A ideia é patrocinar os projetos vencedores para estimular o desenvolvimento profissional da equipe responsável.

Atuação internacional
Com quase cinco anos de atuação, a Radix possui hoje cinco escritórios espalhados pelo Brasil, além de um nos Estados Unidos, na cidade de Houston, no Texas. 

Com um escritório no exterior, aliado a uma equipe de engenheiros formada por brasileiros e norte-americanos, a empresa também oferece a possibilidade de participar em trabalhos fora do País. “Nos esmeramos no cumprimento de nossas metas e aquele que se destaca tem a chance de ser aproveitado em projetos internacionais”, conta Rubião.

Gama de atividades
Atualmente, conciliar trabalho com qualidade de vida é desafiador, seja por falta de tempo ou pelo dia a dia que consome as horas livres com outras atividades que não necessariamente estão relacionadas ao trabalho.

Para ajudar a equilibrar a rotina, a Radix oferece uma série de atividades na empresa, que vão desde uma mesa com futebol de botão, até aulas de dança e campeonatos de videogame. “Hoje, priorizamos muito o bem-estar dos nossos funcionários com atividades que os convidam a sair do ambiente de trabalho, para ter um momento de relacionamento e descontração”, conta Rubião.

A organização também promove atividades esportivas fora do expediente, como corridas de rua. “Os colaboradores podem levar amigos e a família e acaba sendo algo bem bacana”, conta.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail