Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:


Especialista da IEEE antecipa principais tecnologias que podem contribuir para segurança das eleições

Por Viviane Ferreira da SPMJ Comunicações

em Segurança

4 meses atrás

Blockchain é uma das soluções potencialmente seguras

Com a chegada das Eleições de 2018 no Brasil, em outubro, André Gradvohl, professor de tecnologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e membro sênior da maior organização mundial técnico-profissional dedicada a avanços tecnológicos para benefício da humanidade, defende a adoção da criptografia – conjunto de técnicas pensadas para proteger uma informação – para um sistema de votação eletrônica mais segura do ponto de vista da tecnologia.

“Existem hoje várias tecnologias que podem melhorar a segurança das votações. A criptografia é a mais utilizada hoje porque garante as propriedades quanto ao sigilo, e a integridade dos dados” . No entanto, segundo ele, há outros detalhes que precisam ser reforçados com tecnologias mais atuais. “O blockchain – um banco de dados criptografado – tem o potencial de ser uma das tecnologias usadas para garantir as propriedades necessárias para o voto eletrônico. No entanto, para um país do tamanho do Brasil, mais estudos e adaptações são necessários antes que a tecnologia blockchain seja colocada em prática”, diz.

Gradvhol alerta ainda ao fato de que há poucas equipes com acesso aos detalhes do software e da urna em si, o que limita a quantidade de pessoas que podem pesquisar o código-fonte. Para ele, deveria haver um “fórum permanente” para avaliar o sistema de forma contínua e mais ampla, a fim de encontrar falhas. “Fazendo diversos testes, eventualmente você vai encontrando brechas que vão levando a outras brechas e assim reduz as chances de falhas”, conclui Gradvhol.


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail