x

Um em cada cinco dispositivos de IoT no Brasil é vulnerável

Por Redação

em Ameaças

10 ago 2017 5 meses atrás

Pesquisa da Avast, fornecedora de produtos para segurança digital, aponta que um em cada cinco dispositivos de internet das coisas (IoT) no Brasil são vulneráveis a ataques cibernéticos, colocando um risco para a privacidade e para a segurança das pessoas.

Os itens incluem webcams, babás eletrônicas, impressoras e roteadores, dos quais 22,3% são vulneráveis, podendo ser utilizadas para espionar adultos e seus filhos, por exemplo. Além disso, 9,7% das impressoras não são seguras. Mais em risco, no entanto, estão os roteadores: a Avast descobriu que 62,4% dos roteadores no Brasil são vulneráveis.

Roteadores vulneráveis podem ser a porta de entrada para cibercriminosos acessarem outros dispositivos conectados à rede, tais como webcams, TVs inteligentes ou dispositivos de cozinha inteligentes.

Como quase um quarto das webcams e babás eletrônicas no Brasil são vulneráveis, os cibercriminosos podem acessá-las facilmente e visualizar pessoas em seus espaços privados, podendo até mesmo re-transmitir as imagens diretamente na internet.

Ondrej Vlcek, CTO, Executive VP & General Manager Consumer da Avast, comenta que, com centenas de milhares de dispositivos vulneráveis espalhados por todo o mundo, os cibercriminosos podem criar uma botnet para atacar e derrubar servidores e sites, como vimos no ano passado quando o Dyn, um provedor de serviço de nomes de domínio (DNS) foi atacado, interrompendo o tráfego para sites grandes incluindo Amazon, Twitter e Reddit. “Além disso, os roteadores são a porta da rede doméstica e, portanto, criam um ponto de entrada fácil para hackers atacarem as redes domésticas brasileiras, se não estiverem corretamente protegidas, porque o software, por exemplo, está desatualizado ou porque é usada uma senha fraca”, destaca.

Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Notícias por push

Ativar