Home > Notícias

Sem combo: consumidor quer somente banda larga para serviços básicos

CVA Solutions revela em pesquisa que contratos penas para internet banda larga em residência subiram de 21,4%, em 2015, para quase 35% em 2018

Redação

25/09/2018 às 10h34

Sem combo consumidor quer somente banda larga para serviços básicos
Foto:

Os consumidores estão optando por contratos apenas para internet banda larga em suas casas. O objetivo é simples: economizar. Com a recessão econômica, eles estão optando por cortar TV por Assinatura e Telefone fixo, permanecendo apenas com internet banda larga e telefone celular.

Essa é uma das conclusões do novo estudo da CVA Solutions, realizado em julho de 2018, quando foram entrevistados mais de 7 mil consumidores de todo o País - clientes de operadoras de celular - sobre internet banda larga, TV por assinatura e telefone fixo, o chamado combo.

Só banda larga

Os contratos apenas para internet banda larga em residência subiram de 21,4%, em 2015, para quase 35% em 2018. Ao mesmo tempo, os usuários somente de Netflix aumentaram em 87% (de 8% em 2017, para 15% em 2018). Os usuários de jogos online também cresceram entre 2017 e 2018: de 43,7% para 48,7%. Na mesma tendência, outros usos da Internet Banda Larga residencial aumentaram, como comprar online, baixar músicas, e assistir filmes.

Combo 

As operadoras estão reagindo diante da crise e intensificando a venda do combo de quatro produtos (Telefone celular, internet banda larga, TV por assinatura e telefone fixo), para fidelizar os clientes e manter os concorrentes fora desses domicílios.

Dessa forma, consumidores podem negociar com uma única operadora um bom preço para o combo de quatro produtos. Esse combo de quatro produtos vem demonstrando ligeiro aumento de vendas (de 3,7% em 2016 para 5,8% em 2018), já que para algumas famílias torna-se econômico e útil.

Satisfação 

De acordo com o estudo, os consumidores estão mais satisfeitos com os serviços Telecom e dão notas melhores. Mesmo assim, o número de insatisfeitos e querendo mudar de operadora só aumenta: 75% querem mudar de Internet Banda Larga, 67% querem mudar de TV por Assinatura e 69% querem mudar de marca de Telefone Fixo, em busca de custos menores.

Internet banda larga

Segundo levantamento, a internet banda larga tornou-se essencial nas residenciais. Tanto que o número de lares que possuem contratos somente para esse serviço subiu de 29,4% para 34,9%. As pessoas usam cada vez mais a internet para serviços básicos e sofisticados, como jogos on-line ou assistir filmes por streaming (Netflix, YouTube e outros). A Internet é usada no computador, no celular ou na Smart TV e os serviços vão desde navegar, enviar e-mails, mensagens, pagamentos de contas, compras, jogos on-line, baixar músicas, assistir filmes e programas.

No atual estudo da CVA Solutions sobre a Internet Banda Larga foram ouvidas 4.165 pessoas que citaram NET, Oi, Vivo-Telefonica, Vivo Fibra, Claro, Live TIM, Sky Banda Larga, CTBC-Algar.

O número de operadoras pequenas continua crescendo: 673 pessoas citaram possuir o serviço de internet banda Larga através de operadoras como Via Rádio, Copel Telecom, Brisanet, Sercomtel e Cabo Telecom.

A velocidade média contratada vem aumentando e atualmente é de 15,3 Mbps, três vezes maior do que em 2013. Mais de 60% têm velocidade entre 5 e 50 Mbps, 10 pontos percentuais a mais do que em 2017. A média de gastos com internet está estável em relação a 2017 e menor do que em 2013, revelando custos menores.

As pessoas estão mais satisfeitas com a qualidade do serviço recebido pelas operadoras de Internet. Mas mesmo assim, se fosse fácil e descomplicado, 75% gostariam de mudar de marca, número superior a 2017, quando 66,9% queriam mudar.

O melhor Valor Percebido (custo-benefício percebido pelos clientes) para internet banda larga é da Claro, com nota 1,13, considerada world class. Em segundo lugar está a Live Tim, seguida por Vivo Fibra e Net.

A operadora com a maior Força da Marca (a atração menos rejeição perante clientes e não clientes) é a Net, com 19,7%. Em segundo lugar vem a Vivo Fibra e em terceiro a Vivo/Telefonica.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail