Home > Notícias

Startup comprada pelo Google há 14 anos hoje domina mercado de smartphones

Sim, estamos falando da Android, Inc.

Wellington Arruda

17/08/2019 às 20h11

Foto: Google/Reprodução

Há 14 anos, em um 17 de agosto, o pessoal do Google comprava uma startup de software chamada 'Android, Inc.' por US$ 50 milhões para expandir seu portfólio mobile.

Ela foi fundada em 2003 por Andy Rubin, Rich Miner, Nick Sears e Chris White. A ideia, na época, era desenvolver um software para câmeras, depois em brigar com o Symbian da Nokia. Mas não havia grana suficiente no caixa.

O conceito de startup não era tão popular quanto é hoje, mas ter um gigante como o Google interessado nos seus projetos foi o suficiente.

Parte dos funcionários originais foi mantida para tocar o projeto do Android OS. O primeiro beta foi anunciado pelo Google em 2007, e a versão comercial chegou em 2008.

De startup a líder global

No terceiro trimestre de 2009, o Android alcançava 3.5% do mercado global de smartphones, segundo dados da Canalys. E é muito louco ver o cenário de smartphones nesta perspectiva, pois a Nokia estava em primeiro com 46% da fatia e a Apple em terceiro (18%) graças ao iPhone.

O Android foi de "iniciativa" para um dos principais produtos do Google em pouco tempo. No segundo trimestre de 2010, ele já abocanhava 17.2% das vendas de smartphones ao redor do mundo.

Hoje, em 2019, de acordo com dados da IDC, o Android é responsável por 86.7% do mercado, enquanto o iOS alcança 13.3%. No Google I/O deste ano, os caras anunciaram que existem mais de 2,5 bilhões de usuários Android por aí.

Com isto, sabemos que o Android, que não nasceu efetivamente no Google, se tornou verdadeiramente importante para a empresa. Isto nos lembra, basicamente, que startups têm grandes e boas lições para grandes companhias. E que ideias integradas podem funcionar muito bem.

Presente há mais de uma década, o SO do robozinho verde promete mais integração de inteligência artificial. O Google inclusive já deixou claro seu foco em preservar o bem estar dos usuários do sistema e pode usar novas tecnologias para isto.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail