Home > Notícias

Suzano Papel e Celulose cria ambiente digital para funcionários

Projeto "Juntos e Misturados" tornou funcionários móveis e criou programa de home office para atrair, principalmente a Geração Milênio

Edileuza Soares

25/01/2018 às 9h53

Foto:

 

A chegada em maior número da Geração Milênio para reforçar o time de funcionários da Suzano Papel e Celulose causou uma revolução na companhia. O desafio de manter esses jovens talentos conectados e inquietos em seus quadros levou a empresa a mudar sua cultura organizacional quase centenária para se tornar um empregador mais atrativo. A reorganização veio com um projeto que leva o nome "Juntos e Misturados", resultado de uma estratégia traçada entre as áreas de RH e TI.

A iniciativa envolveu a transformação digital do ambiente de trabalho da Suzano Papel e Celulose, uma companhia de 93 anos considerada a segunda maior produtora global de celulose de eucalipto. Com operações em aproximadamente 60 países, a empresa brasileira conta com cinco unidades industriais: Suzano, Rio Verde e Limeira, no estado de São Paulo; Mucuri, na Bahia, e Imperatriz, no Maranhão. Sua capacidade anual de produção é de 4,7 milhões de toneladas de papel e celulose. No ano passado, a empresa gerou negócios da ordem de R$ 9,8 bilhões.

Para manter essa operação, a Suzano conta com uma força de trabalho de 8,5 funcionários. Desse total, cerca de 4 mil atuam na área administrativa, que são os beneficiados com projeto "Juntos e Misturados".

O que é o programa "Juntos e Misturados"

Com início de implementação no final de 2015, o projeto “Juntos e Misturados” mudou a paisagem dos escritórios da Suzano. "É uma quebra de silos e blocos da empresa. Derrubamos as barreiras físicas entre departamentos e funcionários", explica Marcelo Tadaieski, gerente de Auditoria da companhia.

Os empregados da área administrativa não possuem mais mesa determinada. Eles ganharam mobilidade para se instalar em qualquer mesa com seu notebook e realizar suas atividades. A iniciativa, segundo Tadaieski, mistura os funcionários em um mesmo local para maior interação e trabalho colaborativo.

O fio condutor do programa foram os millennials, que integram a geração Y e Z (pessoas nascidas após 1982, sendo que os mais velhos têm atualmente 35 anos). É a parcela da população chamada de "nascidos digitais" que cresceu em meio às tecnologias. Tadaieski conta que a empresa estava muito resistente à mudança, mas se rendeu ao projeto porque vinha enfrentando dificuldade para atrair e reter esses jovens talentos, que chegam a representar entre 30% e 40% dos colaboradores da organização.

"Eles pensam diferente das gerações anteriores e não são muito ligados em empresas", constata o executivo. O novo projeto veio de fora para dentro, impulsionado pela revolução tecnológica dos jovens conectados e que enxergam o mundo pelos smartphones.
Num primeiro momento, o projeto contemplou a sede administrativa da empresa, em São Paulo, com repaginação física dos ambientes de trabalho. Depois envolveu as fábricas em Limeira (SP), Suzano (SP) e Mucuri (BA), com a digitalização das máquinas antigas. Agora os operadores do chão de fábrica trabalham com computadores modernos.

Cerca de 2 mil funcionário da área administrativa estão sendo beneficiados pelo projeto "Juntos e Misturados", que estará totalmente concluído em 2018.

Ao dar mobilidade aos funcionários, a Suzano Papel e Celulose criou um sistema mais flexível, permitindo que funcionários trabalhem também em home office. "Hoje, as pessoas perdem muito tempo no trânsito e adotamos esse modelo para algumas áreas do setor administrativo", informa o gerente de Auditoria.

Pelo novo esquema, colaboradores ficam liberados para trabalhar em casa no dia do rodízio de carro na cidade de São Paulo. Mas alguns podem exercer suas atividades remotamente até por três dias na semana, dependendo do cargo e permissão de seu gestor. De acordo com Tadaieski, aproximadamente 600 funcionários da Suzano Papel e Celulose já aderiram ao programa de home office.

Os resultados do programa "Juntos e Misturados", na avaliação do executivo, são aumento da satisfação e produtividade dos funcionários. Ele percebe que os millennials e as gerações anteriores estão mais felizes no emprego.

"Pesquisas internas revelam que 92% estão otimistas com as mudanças. Nossa expectativa para o longo prazo é sermos uma das melhores empresas para se trabalhar. Queremos ser mais atrativos e permitir que nossos funcionários construam um plano de carreira de sucesso aqui", diz Tadaieski, que acredita que os ganhos obtidos com a iniciativa ajudarão a impulsionam negócios e crescimento da companhia Suzano.

Antonio Augusto Cruz, diretor de TI da Suzano. Suzano Papel e Celulose

Papel da TI na transformação do RH

O sucesso da implementação do projeto "Juntos e Misturados" contou com o empenho da TI para oferecer aos funcionários modernidade, flexibilidade, escalabilidade, usando tecnologias com inovação. "Não adianta ter espaço moderno de trabalho sem recursos disponíveis", afirma Augusto Cruz, diretor de TI da Suzano.

O executivo destaca a troca dos pontos fixos de rede por uma conexão robusta de Wi-Fi pelos escritórios. "Foi uma queda de paradigma substituição dos PCs por laptops para que os colaboradores tenham a flexibilidade de trabalhar em qualquer lugar", conta o CIO. "Agora todas as pessoas da área administrativa, desde os estagiários até os executivos possuem notebooks".

Colocar a mobilidade nas mãos desses funcionários gerou a necessidade de investimento maior em soluções de escritório e colaboração em nuvem, algo que não era tão latente na companhia. Agora todos os arquivos dos empregados são armazenados em cloud computing e não mais guardados em computadores. A vantagem é que eles podem ser acessados de qualquer lugar e compartilhados com as equipes com mais facilidade e rapidez.

"Foi um grande desafio para TI entregar acesso Wi-Fi de qualidade e com segurança para os empregados. Nossa rede sem fio passa não apenas dados, mas voz e vídeo", relata Cruz. Com a mudança, os ramais pularam do telefone fixo que ficavam nas mesas para os notebooks, o que possibilita recebimento de ligações telefônicas onde quer que o colaborador esteja, seja na empresa ou remotamente. O mesmo acontece com as videoconferências realizadas pelo Skype for Business, instalados nos dispositivos móveis.

O projeto de transformação digital “Juntos e Misturados” foi implementado pela integradora “2S Inovações Tecnológicas”. A solução envolveu ferramentas de comunicação da Cisco, aplicativos de escritório e colaboração em nuvem da Microsoft, entre outras tecnologias.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail