Home > Notícias

Tecnologia sem contato pode dinamizar pagamentos na América Latina

Déborah Oliveira

16/11/2017 às 8h45

Foto:

Os pagamentos sem contato, ou contactless, continuam ganhando espaço entre consumidores, estabelecimentos comerciais e emissores do mundo todo. Na Austrália, por exemplo, quase 90% das transações de pagamento presenciais ocorrem via tecnologia sem contato. O sistema de transporte de Londres trabalha com essa tecnologia e o governo da Costa Rica está adotando a tecnologia sem contato para aumentar a aceitação dos pagamentos eletrônicos. A tecnologia pode dinamizar os pagamentos na América Latina e no Caribe, trazendo benefícios reais para todo o ecossistema.

Trata-se de um modelo interoperável na indústria – uma funcionalidade crucial para acelerar a adoção de pagamentos eletrônicos na região. Sem a tecnologia sem contato, não existe uma plataforma interoperável para expandir os pagamentos móveis na região e o uso de novos dispositivos de pagamento cada vez mais populares, como pulseiras, relógios, anéis e muitos outros. O consumidor quer usar esses dispositivos onde quer que ele vá, da mesma forma universal que usa seus cartões em mais de 200 países do mundo atualmente.

O consumidor é o grande beneficiado: a tecnologia sem contato permite que ele faça pagamentos aproximando o cartão, dispositivo ou celular de um terminal de pagamento NFC, sem a necessidade de passar o cartão em uma leitora ou de entregá-lo a alguém e, muitas vezes, sem inserir qualquer senha ou código.

É uma tecnologia muito rápida, que conta com os mesmos padrões de segurança que os cartões de chip. Os pagamentos sem contato são uma maneira rápida e conveniente de pagar gastos do dia a dia, principalmente em supermercados, fast-foods, postos de combustível e transporte público. Eles estão ajudando o consumidor a transformar seu estilo de vida e simplificando as experiências de pagamento, pois cada transação sem contato é completada em questão de segundos.

Benefícios

Essa solução tecnológica elimina as longas filas no caixa, beneficiando os estabelecimentos comerciais. As empresas que adotam a tecnologia reduzem o tempo de pagamento no caixa, ganhando agilidade e eficiência operacional, pois diminuem o uso de dinheiro em espécie, oferecem experiências de pagamento melhores aos seus clientes e fazem mais vendas. Os terminais de pagamento sem contato permitem que os estabelecimentos comerciais aceitem outras formas de pagamento, como Apple Pay, Android Pay e Samsung Pay, uma vez que a infraestrutura necessária para aceitar cartões sem contato é a mesma usada para aceitar pagamentos com celulares e outros dispositivos.

Os pagamentos sem contato permitem a criação de novas experiências para reduzir o uso de dinheiro em espécie. Além disso, oferecem benefícios importantes aos emissores, que conseguem penetrar no segmento de transações de baixo valor e participar de novas categorias de aceitação. Com os pagamentos sem contato, os emissores aceleram sua transformação digital, estimulam a preferência por seus produtos e desenvolvem novas opções de pagamento baseadas na combinação de inovações como tokenização, biometria, NFC e outras plataformas para melhorar a experiência do consumidor.

Considerando o volume pago eletronicamente versus o consumo diário, a América Latina tem um dos menores percentuais de pagamentos eletrônicos do mundo, o que faz dela uma das regiões mais atraentes para a introdução de novas tecnologias voltadas a ajudar e a facilitar a conversão das transações em dinheiro. A oportunidade para expandir os pagamentos sem contato é enorme e beneficia todos os participantes do ecossistema.

(Os pontos de vida e opiniões contidos neste artigo são do autor)

*Rubén Salazar Genovez é vice-presidente sênior de Produtos e Inovação da Visa para a América Latina e Caribe

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail