Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:

Mercado ainda dependerá de relatórios básicos de analytics, revela Gartner

Por Computerword/Portugual

em Analytics/big data

3 dias atrás

Formas mais tradicionais de análise continuam a ser parte crucial do funcionamento das organizações, apesar de todo o hype em torno da inteligência artificial e analítica

A maior parte das empresas em escala mundial, 91%, ainda não alcançou um grau “transformacional” maduro no uso de dados e analytics, diz estudo do Gartner. Apesar da atenção sobre formas avançadas de analytics, 64% das organizações ainda consideram críticos os relatórios básicos de aplicações empresariais e os painéis de informação de suas aplicações.

“É fácil deixar-se levar pelas novas tecnologias, como aprendizagem de máquina e inteligência artificial”, aponta o vice-presidente de pesquisa da Gartner, Nick Heudecker. “Mas as formas tradicionais de análise e inteligência de negócios continuam a ser parte crucial do funcionamento das organizações hoje, e é improvável que isso mude no futuro próximo.”

A tendência é evidente apesar de analytics ser tema prioritário para os CIO, de acordo com pesquisa mundial do Gartner. “A maioria das organizações podia melhorar seu uso de dados e analytics, considerando benefícios potenciais”, avalia o especialista.

Mas, fontes de dados tradicionais, como as transacionais e registos, continuam a dominar o mercado, embora 46% das organizações agora recorram a dados externos. “Organizações em níveis de maturidade transformacionais têm maior agilidade, melhor integração com parceiros e fornecedores, e uso mais fácil de formas preditivas e prescritivas avançadas. Isso tudo se traduz em vantagem competitiva e diferenciação.”

Definir estratégia de dados e analytics e perceber como obter valor dos projetos, além dos problemas de risco e governo de dados são as três barreiras mais comuns.

Contudo, não se pode assumir que a aquisição de novas tecnologias é essencial para alcançar níveis maiores de maturidade transformacional em analytics, diz Heudecker. “Primeiro, convém concentrar-se na melhoria da forma como as pessoas e os processos são coordenados na organização. E depois melhorar as práticas com parceiros externos”, recomenda.

O estudo mostrou que o objetivo de negócio mais comum que as organizações procuraram resolver com dados e analytics é a melhoria da eficiência de processos. Cerca de 54% dos entrevistados em todo o mundo colocou o tema entre seus três principais desafios. Melhorar a experiência do cliente e o desenvolvimento de novos produtos foram os usos mais comuns seguintes, com 31% fazendo referência ao tema.

As três barreiras mais citadas incluem: definição de estratégia de dados e analítica; determinação de como obter valor dos projetos; e resolução de problemas de risco e governança de dados.


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Notícias por push

Ativar

Notícias marcadas

Personalize sua home

Ative ou desative as categorias abaixo:

  • Carreira
  • Digital
  • Gestão
  • Mercado
  • Segurança
  • Startups
  • Tech
  • TI de Negócios