Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:


100+: empresas de eletroeletrônica buscam padronização

Por Ana Lúcia Moura Fé

em TI de Negócios

9 anos atrás

O porcentual do orçamento de TI de

11% que as empresas do setor de eletroeletrônicos destinam à experimentação é

superior ao da média geral (8%) de todas as categorias do estudo As 100+ Inovadoras. Isto coloca o

segmento na dianteira, mas é um dado a ser analisado com muita cautela. Apenas

duas das empresas classificadas em eletroeletrônicos estão entre as cem

primeiras: a campeã Eaton ficou em 4º lugar no geral (leia mais) e a vice ABB, em 69º.

Neste setor, em geral, a cultura

de inovação permeia toda a empresa e influencia áreas de suporte, inclusive a

TI, segundo a Deloitte, coautora do estudo. Na ABB, por exemplo, que oferece

produtos e sistemas para transmissão e distribuição de energia, a inovação está

no DNA, conforme garante Gastão Goulart de Azevedo, CIO que responde pelas

operações do grupo na América do Sul. “A nossa cultura privilegia a adoção de

mudanças, essencial para se manter ágil e competitiva nesse setor”, diz ele.

Em termos globais, a ABB tem cinco divisões de

negócios e presença em oito regiões do mundo. Para cada uma delas, há um “division IS manager” que integra o board e participa, juntamente com os diretores

de TI das regiões, de um comitê com a presença do CIO mundial e dos gerentes

globais de segurança, operações e desenvolvimento de sistemas. “Neste fórum,

são discutidos os interesses das divisões e suas estratégias. Asseguramos a

conformidade com os padrões do grupo, discutimos novidades, oportunidades,

melhores práticas, orçamento, compartilhamento de soluções, desenvolvimento de

talentos e do pessoal em geral, entre outros assuntos. Há um modelo similar

dentro de cada país”, informa Azevedo.

Várias

ferramentas desenvolvidas pela operação brasileira foram adotadas como padrão

mundial pela corporação, como as criadas em conjunto com a área shared accounting services. “Vencemos as

melhores práticas de mais de uma centena de países onde a ABB opera. Nosso

serviço compartilhado gera melhoria na qualidade dos dados, faz o fechamento e

reporta o resultado em dois dias, eliminando a necessidade de horas extras”,

informa o executivo.

Outro

projeto da ABB que está sendo adotado por outros países promove a adequação às

regras de Sarbanes-Oxley (SOX) por meio da criação de um canal que permite a

comunicação com todo o corpo gerencial, de supervisão, de vendas e de compras.

“Com este sistema, o pessoal firma o mesmo compromisso que o CEO e CFO assumem

quando assinam documento atestando que o que está sendo reportado é exatamente

a verdade. A solução elimina ponto de estrangulamento no fluxo de informações

até a alta gerência.”

Na

área de segurança da informação, a empresa criou a auditoria contínua de TI. Um

comitê garante 100% de atendimento às normas e procedimentos de tecnologia.

“Desde sua adoção, constatamos que vícios de funcionários foram corrigidos. Os

resultados das auditorias externa e interna mostram que a inovação foi um

sucesso”, conta.

As

áreas de negócios da ABB pagam por produto ou serviço utilizado. Todos os

investimentos de informática, hardware ou software, são previamente aprovados

pela área de TI, por meio de uma regra automática inserida no workflow de aprovação. “Com este

procedimento simples, asseguramos padronização, obediência às regras e

reutilização de soluções desenvolvidas por outras áreas. A medida evita a

reinvenção da roda e o desenvolvimento de soluções que não agreguem valor ao

negócio”, defende Azevedo.

Mobilidade em alta

A

mais recente inovação em TI na PST, empresa especializada em segurança

automotiva que detém as marcas Positron, Concept e PST Electronics, ocorreu em

julho deste ano, com o desenvolvimento de dashboard

dos pedidos de vendas com indicadores de desempenho (KPIs, na sigla em inglês)

para uso no iPhone. “O ponto forte é a possibilidade de atualizar o SAP/R3 por

meio do dispositivo móvel. Os gestores passam a ter portabilidade de informações

estratégicas, em tempo real, deixando mais ágil a tomada de decisão”, diz Paulo

Sérgio Gouveia, diretor de TI da PST Eletrônica, terceira colocada na categoria.

A

empresa também destaca, entre seus principais projetos, a melhoria no processo

de contratação e ativação de novos clientes de rastreador automotivo. O novo

sistema, integrado ao ERP e ao CRM, reduziu todo o processo de duas horas para

30 minutos. “A análise de crédito do cliente é feita pelo próprio lojista,

através de uma interface amigável em que só é preciso fornecer um número de

CPF”, explica Gouveia.

No

chão de fábrica, a inovação foi um sistema para controle de checagem das

matérias-primas colocadas nas máquinas de inserção de componentes (surface mounted device). Antes, todo o

processo era manual. Uma pessoa cuidava da alimentação e executava a primeira

verificação, e outra fazia uma segunda verificação. “Este processo estava

sujeito a falhas humanas e os problemas só eram detectados nas etapas seguintes

ou até mesmo em campo, gerando a necessidade de um recall para substituição dos componentes errados”, aponta o

diretor.

Com o novo sistema, tudo foi

automatizado. Um coletor registra a leitura dos códigos de barras das

matérias-primas e confronta as informações com a programação que foi desenvolvida

para a SMD e que é validada com a lista de materiais do SAP/R3. “A cada erro de

alimentação de máquina, uma sirene é acionada e o processo é bloqueado até que

uma senha de desbloqueio seja informada”, explica Gouveia.

A PST também administra a sua área de TI como um

centro de lucro, como 67% das empresas do seu segmento. Em alguns

departamentos, vigora o conceito de IT

Charge Back, em que a área que solicita o serviço de TI assume o custo para

novos projetos. 

Leia também:

Confira o especial completo sobre a nona edição de As 100+ Inovadoras.

 


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail