Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:


Grupo Simões na direção da Indústria 4.0

Por Eliane Carvalho da Carvalho Comunicação

em Na prática

7 meses atrás

Fábrica da Coca-Cola investe na automação do seu chão de fábrica

O Grupo Simões, fabricante da Coca-Cola e distribuidor dos produtos da Heineken Brasil, na Região Norte, está implementando projeto para ser aderente ao padrão Indústria 4.0. Com fábricas em Manaus, Belém e Porto Velho, o Grupo atende 42% do território nacional e tem como objetivo melhorar a performance das suas cinco linhas de produção que entregam em média 87 mil garrafas por hora.

Alessandra Sanchez Fragoso, gerente de engenharia e produtividade do Grupo Simões, esclarece que o projeto terá três fases: a primeira será de medição das linhas de produção, a segunda será de detecção automática de perdas no processo e a última será para apontamento automático da produção. “Hoje estamos implantando a primeira fase em Manaus e até o final de 2018 teremos implantado em Belém e Porto Velho também”.

Para o projeto o Grupo Simões selecionou dois parceiros tecnológicos: a francesa Schneider Electric Softwarepara implantação do MES (Manufacturing Execution Systems), solução de conexão e automação industrial; e a brasileira Triad Systems, para a integração do MES com oSistema de Informações do Grupo Simões (SIGS), o Enterprise Resource Planning (ERP).

A primeira fase do projeto prevê o monitoramento online dos indicadores de desempenho e manutenção das linhas de envase, com base na coleta automática de informações, minimizando a necessidade de apontamento manual e integrando o chão de fábrica com o ERP.

“Trabalhamos com linhas contínuas de produção em alta velocidade e precisamos entender as oscilações que ocorrem durante o processo. Para isso estamos instalando sensores com temporizadores que farão as medições da performance dos equipamentos e mostrarão, em tempo real, todas as variações do processo de produção”, explica Alessandra.

Os gerentes de planta, de produção e, até mesmo o diretor industrial do Grupo Simões, todos poderão acompanhar por monitores e interagir em tempo real, para solucionar problemas e melhorar o desempenho das fábricas.

De acordo com Tiago Masetti, Engº e Lider Técnico da Schneider Electric Software, o sistema MES (Manufacturing Execution System) realizará o monitoramento de produção em tempo real, pois trabalha relacionando diversas atividades do setor fabril, tais como: controle de ordens de produção, classificação de paradas, variação do processo, medição da performance dos equipamentos, entre outros. Com as informações recebidas, será possível os gestores do Grupo Simões tomar medidas corretivas para reduzir e/ou eliminar problemas nas células de produção, aumentando o valor agregado das operações.

Segundo Elcione Pinheiro, gerente de Projeto da Triad Systems Manaus o projeto irá impulsionar a digitalização de todas as linhas de produção do Grupo Simões fornecendo eficiência operacional de ponta a ponta. “Após esse processo de automação industrial o Grupo Simões estará apto a aplicar soluções disruptivas utilizando tecnologias como BI (Business Inteligence), Machine Learning, Big Data e Analytics”, destaca Elcione.

 


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail