Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:

Mineradora Jaguar Mining adota nuvem e reduz 15% dos custos em apenas três meses

Por Andréa Guimarães da SGA Tecnologia Inteligente

em Na prática

4 meses atrás

Segundo empresa, um dos principais benefícios da nuvem é a capacidade de terceirizar infraestrutura e gestão de serviços complexos

A discussão sobre a computação em nuvem tem se tornado cada vez mais intensa com o surgimento de novas tecnologias na era chamada de transformação digital. A Jaguar Mining Inc., mineradora canadense com operações concentradas na região do Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais, decidiu adotar a tecnologia como ferramenta para inovação e já alcança resultados expressivos.

O projeto de migração começou em meados de 2017 e os principais desafios apresentados eram a flexibilização dos custos – que permite aumentar ou reduzir a empresa sempre que necessário – e a preocupação com o impacto da implantação do projeto na rotina dos usuários, fato este que preocupa a maioria das empresas ao optar pela computação em nuvem.

Para alcançar os melhores resultados e não impactar os 500 usuários envolvidos, foram feitos diversos testes em períodos fora do horário comercial. As alterações foram feitas de forma a tornar mais fácil e ágil o dia a dia dos colaboradores trazendo mais produtividade e performance ao ambiente.

Para tanto, contaram com a parceria da SGA Tecnologia Inteligente, um dos principais parceiros da Microsoft no Brasil em CLOUD. Juntos, decidiram migrar os sistemas de ERP e todo o ambiente crítico para o Azure, a nuvem da Microsoft, além de realizar upgrade tecnológico do sistema operacional passando a trabalhar em alta disponibilidade. A empresa hoje conta com um ambiente mais seguro, com desempenho justo e otimização de investimento.

Um dos principais benefícios da nuvem é a capacidade de terceirizar a infraestrutura e a gestão de serviços complexos, permitindo aos gestores maior controle sistêmico e capacidade de armazenamento sob demanda. Na prática, a cloud computing oferece a possibilidade de contratação de um serviço de armazenamento na nuvem que é ajustável às suas necessidades. Em vez de pagar um valor fixo para utilizá-lo durante todo o mês, o contratante arca apenas com os gastos relativos ao tempo em que o servidor estava efetivamente em uso.

Esse modelo permite que a empresa estipule um planejamento estratégico interno e utilize o serviço dentro de suas reais necessidades e possibilidades.

Os resultados começaram a ser refletidos na redução do custo mensal, não só em ativos de TI como também em espaço físico, custos fixos, entre outros fatores. Roberto Piragibe, gerente de Suprimentos e TI da Jaguar Mining Inc. ressalta. “A meta da diretoria era ter algo entre 10 e 15 % de redução de custo, a gente agora no terceiro mês já está chegando nisso.”

Além disso, a partir de agora podem contar com uma TI mais estratégica, voltada para o negócio. “Foi uma grande vantagem pra gente não se preocupar com estrutura física e sistemas complexos. Hoje a gente não tem mais uma estrutura de hardware pra poder manter, não precisa ter especialistas pra poder administrar, na nuvem isso é transparente., relata o analista da Jaguar Mining, Thiago Souza.

Thiago Souza ressalta que a expectativa no início do projeto era tentar deixar todos os sistemas com a mesma velocidade e a experiência que os usuários tinham. “A SGA nos trouxe novos serviços para melhorar a experiência dos usuários que tiveram uma percepção de melhora. Então a realidade foi acima da expectativa.”
Para Roberto Piragibe, “Hoje eu indico pra qualquer um, a tendência é só ficar mais barato, com segurança e liberar tempo do pessoal de TI realmente pra entrar no negócio e agregar valor.”

Próximos passos

As discussões com foco em inovação foram iniciadas em 2018 e observam atentamente as tendências de mercado para a mineração. Agora já é possível iniciar grupos de discussões que abordam tecnologias como IoT, Analytics, dashboards inteligentes, BOT, Smart Sensors, Colaboradores Conectados, entre outros. Essas tecnologias permitirão que a Jaguar esteja sempre a frente, elevando seu patamar e atingindo nível superior de eficiência e competitividade.

O CEO da SGA, Armindo Gabriel já enxerga planos para o futuro: “Após estabilizar a operação, já estamos trabalhando para que a Jaguar tenha um ambiente mais seguro, com desempenho justo e otimização de investimento, para isso nosso time de serviços gerenciados realiza de forma periódica um relatório com recomendações dentro destas 3 áreas, segurança, desempenho e investimento, tudo isso para garantir o máximo potencial da infraestrutura. Em paralelo, o cliente agora tem a oportunidade de inserir de forma mais contundente em sua pauta, discussões voltadas para inovação e transformação digital.”


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail