Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:


Supermercado Confiança conquista maior assertividade na automação da atualização tributária

Por Bianca Bispo da IDEIACOMM

em Na prática

2 semanas atrás

Supermercado pernambucano consegue tributar seus produtos com uma solução mais robusta e segura

O varejo necessita, hoje, aumentar a assertividade e a agilidade no monitoramento das mudanças da legislação dos produtos que são comercializados. No Brasil, cada unidade federal possui sua tributação, o que dificulta no momento em que as empresas precisam classificar seus produtos. Esse era o cenário vivido pelo Supermercado Confiança antes de receber o apoio da Systax, empresa de inteligência fiscal e única a organizar acervo com 18 milhões de situações tributárias.

Luiz Carlos Lins, diretor do Supermercado Confiança, diz que o problema que a empresa possuía era relacionado ao próprio sistema utilizado. “Tínhamos um sistema operante muito ineficaz, que deixou a desejar em relação à tributação dos nossos produtos. Ele apresentava muitas falhas e para corrigirmos uma a uma perdíamos muito tempo”, explica.

O atual sistema operante apresenta um cenário positivo para a empresa. Lins elenca os principais benefícios: solução robusta e melhor realidade de trabalho. “A operação da Systax consiste em arrumar alguns impostos indevidos e, hoje, o Confiança se alimenta daquilo que entra no sistema. A solução é mais robusta e proporciona uma realidade de trabalho melhor”, conclui.

Fábio Rodrigues, diretor da Systax, ressalta que para manter a saúde fiscal da empresa, os produtos precisam ser tributados corretamente “O trabalho proporcionado pela Systax promove maior assertividade ao supermercado, além de atribuir confiabilidade e segurança nas tributações dos produtos. É de suma importância que o Confiança se mantenha atento a tais questões, uma vez que um produto tributado de forma errada pode trazer grandes complicações”, finaliza o executivo.


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail