Home > Notícias

Transações financeiras móveis saltam 138% em 2015, segundo Febraban

Déborah Oliveira

31/05/2016 às 15h30

Transações financeiras móveis saltam 138% em 2015
Foto:

Os canais digitais estão ganhando a preferência dos consumidores quando o assunto é transações financeiras. A mudança foi comprovada novamente pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) na Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária, realizada anualmente pela entidade. Os dados indicam que o uso de canais digitais no setor bancário segue crescendo, com destaque para o mobile banking, que somou 11,2 bilhões de transações, salto de 138% em comparação com 2014.
O mobile banking já é considerado o segundo canal mais usado por clientes para transações bancárias e sua participação no total de operações realizadas passou de 10% em 2014 para 21% em 2015. Além disso, transações pela web e por dispositivos móveis já ultrapassaram mais da metade de todos os canais usados por clientes, sendo responsáveis por 54%.
Gustavo Fosse, diretor Setorial de Tecnologia e Automação Bancária da Febraban, ressalta que há muito espaço para esse número saltar, primeiro porque o Brasil em 2015 somou 56% da população com acesso à internet, portanto há grandes oportunidades, e segundo porque, hoje, com 40% da população nacional conta com um smarpthone e, de acordo com estatísticas, o número deverá chegar a 65% em 2020.
“Observamos que quando falamos de internet e mobile banking em números absolutos há estabilização do internet banking, mas o crescimento do mobile banking é de mais de cem vezes de 2011 até o ano passado”, assinalou Fosse. Por que isso está acontecendo? Segundo ele, porque os clientes buscam mais comodidade e facilidade em transações.
Sem dúvidas, observou Paschoal Baptista, sócio da Deloitte, especialista na indústria de serviços financeiros, o meio digital é o grande responsável pelo aumento de transações bancárias. Citando dados de pesquisa recente da consultoria intitulada Global Mobile Consumer Survey, Baptista assinalou que no Brasil 41% das pessoas consultam o saldo bancário ao menos uma vez por semana e 17% ao menos uma vez por dia. “O digital é forte no País”, sintetizou.
Apesar de o digital ter caído na graça dos consumidores bancários, Fosse destacou que os pontos físicos continuam desempenhando papel importante no atendimento aos clientes. O estudo da Febraban aponta que o total de transações realizadas em agências bancárias, pontos de venda no comércio (POS), ATMs e correspondentes foi de 23,6 bilhões, o que representa 45% do total. Contudo, o número de agências caiu em 2015 - foram fechadas 200 unidades. Em 2014, eram 22,9 mil agências em todo o País, no ano passado somaram 23,1 mil.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail